• Débora Jeronymo

Alfabetização Climática: Você sabe qual é a relação entre sustentabilidade e mudanças climáticas?




A busca por práticas sustentáveis tem repercutido mundialmente em grande escala nos últimos anos, até em meios digitais, como redes sociais e sites de notícias, externando os efeitos negativos de sua ausência, até mesmo quanto ao agravamento de mudanças climáticas, que afetam a saúde humana e de demais seres vivos, o meio ambiente como um todo, a economia e demais áreas nas sociedades.


O consumo excessivo de produtos com materiais não biodegradáveis, o descarte incorreto dos materiais e o desmatamento desenfreado são alguns dos reflexos da ausência de consciência sustentável, o que resulta em poluição do ar, das águas, e demais ambientes, estimulando drásticas mudanças climáticas. Isso nos remete à definição de sustentabilidade, sendo o atendimento das necessidades atuais sem comprometer o necessário para as futuras gerações.


O conceito de sustentabilidade foi estabelecido na Comissão Brundtland das Nações Unidas em 1987, quando era denominada Comissão Mundial sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento. Desde então, ocorreram conferências ambientais internacionais, como a Rio 92 que discutiu sobre o desenvolvimento sustentável das futuras gerações, a Rio +20 em 2012, quando foi realizado o acompanhamento do progresso desde 1992 e o reconhecimento da importância de estabelecer metas sustentáveis para o pós-2015.


Diante disso, em 2015, a Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas (ONU) apreciou os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e suas 169 metas, elaboradas pelo Grupo de Trabalho Aberto para a confecção desses objetivos (GTA-ODS), constituído por 70 países. Como resultado, adotou-se a Agenda 2030, uma declaração que abrange os 17 ODS e as 169 metas, sendo um plano de ação de desenvolvimento sustentável para ser implementado pela comunidade internacional.


Entre os ODS se encontra o número 13, o qual se refere à “ação contra a mudança global do clima.” Com este ODS há o intuito de mobilizar as nações para promover estratégias e planejamentos, bem como sua aplicabilidade, a fim de mitigar os impactos provocados pelas mudanças climáticas, especialmente, nas comunidades mais vulneráveis em países em desenvolvimento, afetando as esferas econômica, social e de saúde pública.


Estima-se que até o fim do século XXI ocorra o aumento de mais de 3ºC no planeta Terra, e já conseguimos visualizar os efeitos das alterações climáticas, como derretimento de geleiras, desertificação, aumento de furacões, enchentes e outros desastres naturais, tornando áreas inabitáveis e obrigando o êxodo de populações.


Sendo assim, a conscientização acerca da sustentabilidade e a realização de práticas sustentáveis são uma preocupação mundial e são essenciais, inclusive, para o combate às mudanças climáticas e a consequente manutenção e preservação do que será necessário para atender as futuras gerações.


Texto e imagem por Débora Jeronymo, Líder da Realidade climática.


Fontes:

Conheça a Agenda 2030 - Conheça o plano de ação global para mudar o mundo até 2030 http://www.agenda2030.org.br/sobre/

Sustainability https://bit.ly/3iV4kk3

Foto: https://bit.ly/2THu4pH




31 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo