Jornada.jpg

Microprojetos

Desde novembro de 2020 o Climate Reality Project Brasil concluiu 17 Turmas, com participantes entre 15 e 79 anos de todas as regiões do Brasil.

 

As turmas já capacitaram mais de 300 pessoas para transmitirem os aprendizados compartilhado e adquirido durante o processo de aprendizagem e trocas. 

Confira os microprojetos dos participantes das turmas 13 a 17.

CLIMATE Jornada Pelo Clima Logo 1@4x-8.p

 Turma 13  

Mateus Corazza Neto

Alimento com Alimento

Objetivo do projeto:  Fazer o uso de materiais orgânicos das casas e setores industriais para servir de adubo em hortas comunitárias.

Palavras-chave: alimentação, reutilizável, orgânico.

Público alvo: Todo a população que tenha consciência do que é organicamente reutilizável.

Região: Sudeste

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

Diminuindo o lixo orgânico nos aterros e a maximização da produção de alimentos para a comunidade.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Infantil, até 12 anos, Adolescente, a partir de 12 anos, Adultos, até 65 anos, Adultos, a partir de 65 anos.

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

Conscientizar a população ao que pode ser reutilizado e usado para adubar hortas, fazer a recolha desses materiais orgânicos e usá-los para produção sustentável.

 

Gisele Gomes Valle

Chá Comigo

Objetivo do projeto: Fazer uma horta na escola com ervas medicinais.

Palavras-chave: Horta, medicinal, escola.

Público alvo: Alunos e comunidade.

Região: Sudeste.

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva?  

Integrar alunos com o plantar e como é importante para a comunidade para minimizar os impactos das mudanças climáticas.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Adolescente, a partir de 12 anos.

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas? 

Iniciar um plantio de ervas medicinais para reativar a horta da escola em 2022. Divulgação na escola no Itinerário Formativo com o tema Agua para engajar alunos nesta ação e propor o Projeto dos canteiros com o plantio das ervas medicinais. Vamos preparar a terra com uma composteira com os resíduos da elaboração da merenda. E esperar o tempo certo para o plantio das ervas medicinais sempre atrelado a contextualização das Unidades Curriculares.

Daniela Bertol

Conscientização e 
gestão correta de lixos domésticos "difíceis"

Objetivo do projeto: O objetivo geral do projeto é criar conscientização doméstica local quanto a gestão de 3 resíduos de difícil tratamento, gerados nas casas Brasileiras: eletrônicos, óleo e cápsulas de café. O Brasil é o 7º maior produtor de lixo eletrônico do mundo — e o maior da América Latina. O país produz, por ano, 1,5 mil toneladas de lixo eletrônico, mas apenas 3% tem um descarte adequado. As pilhas, por exemplo, podem funcionar à base de chumbo, lítio, manganês, mercúrio, ferro, níquel ou óxido de prata. Se forem descartadas de forma incorreta junto com o lixo comum, elas podem acabar em lixões e causar contaminação do lençol freático pelos metais tóxicos de sua composição. As cápsulas por sua vez são compostas por matéria orgânica, plástico e metal, portanto, sua coleta deve ser separada e encaminhada para o tratamento correto. Por fim, o óleo, que aqui em Panambi ainda vejo muito descarte incorreto. Segundo dados da Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove), o consumo de óleos vegetais no Brasil se situa em torno de três bilhões de litros ao ano, e a estimativa é que, de cada quatro litros consumidos, um seja descartado de forma incorreta, o que representa mais de 700 milhões de litros ao ano lançados no meio ambiente sem o devido cuidado e controle. As redes coletoras de esgoto são feitas para conduzir apenas dejetos líquidos. Apesar de o óleo ter a consistência líquida, uma vez que ele se mistura com a água, se solidifica e faz com que a tubulação fique obstruída, levando ao mau funcionamento das estações de tratamento. Isso significa que boa parte desse resíduo chega aos mananciais e fica na superfície dos rios e lagos, impedindo a entrada de luz e oxigênio, causando a morte de várias espécies aquáticas. Algumas pessoas realizam o descarte do óleo colocando-o dentro de sacos de lixo. Isso também não é correto porque, à medida que entra em contato com o solo, o óleo impermeabiliza o terreno, impedindo que a água se infiltre. Isso piora em situações de enchentes, além de que o resíduo carregado pela chuva se acumula às margens dos rios. Para sua reciclagem, o óleo pode ser usado para fazer sabão, resina para tintas e também como biodiesel, por exemplo.

Palavras-chave: Gestão de resíduos eletrônicos, Reciclagem, Coleta Seletiva.

Público alvo: Inicialmente meu condomínio, mas penso em expandir para o bairro, colocando pontos de coleta também em um mercado próximo e uma loja de uma grande rede caso eu consiga apoio.

Região: Sul.

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva?  

Vai gerar consciência da importância de começarmos por pequenas ações dentro de casa para mudar a realidade climática atual, usando coisas que todos nós hoje temos e descartamos nas nossas residências. Dando o destino correto para esses resíduos, podemos evitar diversos danos ambientais nocivos à nossa terra, água e ar!

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Infantil, até 12 anos, Adolescente, a partir de 12 anos, Adultos, até 65 anos, Adultos, a partir de 65 anos.

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas? 

Vou promover a coleta de resíduos domésticos de difícil tratamento (como óleo, capsulas de café e eletrônicos) para, além de reduzir as consequências do descarte incorreto, promover conscientização de que podemos fazer pequenas ações dentro das nossas casas para ajudar colaborar com a realidade ambiental e climática. Farei isso por meio da divulgação e comunicação dentro do condomínio e bairro, colocando pontos de coleta de óleo, eletrônicos e cápsulas inicialmente no prédio e depois possivelmente nas demais lojas do bairro, para posteriormente destinar de forma adequada: conectando com cooperativas locais para reuso do óleo, endereçando os eletrônicos para pontos oficiais de reciclagem desses metais perigosos e enviando as cápsulas para a própria fabricante a cada período de tempo específico.

Laiza de Carvalho Lima

Raízes do Sertão

Objetivo do projeto: Tem como dois objetivos principais. 1º Valorização e preservação do Bioma Caatinga, com palestras e visitação de alunos vindo de áreas mais vulneráveis como assentamentos da zona rural. 2º levar os alunos da zona rural para dentro do ambiente acadêmico mostrando a importância de ter um ensino superior.

Palavras-chave: Biodiversidade; Adaptação climática: Adaptação climática para grupo e comunidades vulneráveis.

Público alvo: Crianças e jovens.

Região: Nordeste.

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva?  

A ideia é ensinar e instruir. Eu amo a Caatinga e também amo minha gente, e crescendo na zona rural eu percebi que na minha comunidade os jovens tem pouquíssimas oportunidades e muitos deles não acreditam em sua própria capacidade de passar em uma boa universidade. Além de perceber que nossos jovens não valorizam a nossa amada Floresta Branca (Caatinga), ensinar a nova geração o quanto é importante é o nosso Bioma e ainda dar oportunidade de conhecer o ambiente acadêmico pra que as estimulem a buscar a educação, na minha opinião é muito importante.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Adolescente, a partir de 12 anos.

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas? 

A ideia do projeto foi poder dar a oportunidade aos jovens de conhecer de perto o ambiente acadêmico. Nesse processo é oferecido varias visitações, em laboratório, no setor agroecológico, no museu do CemaFauna (mostrando a riqueza da Fauna da Caatinga), além de oferecer várias palestras mostrando aos jovens a importância de preservar e conservar. A ideia é dar oportunidade para que adolescentes do ensino médio da zona rural da região tenham a oportunidade todo o semestre , fazer uma visita presencial na universidade.

Gabriele Selli Nunes

A Educação climática
para uma mudança

Objetivo do projeto: Conscientização. Não só de adolescentes e crianças mas de grandes líderes e corporações.

Palavras-chave: Ciência climática, consultoria, comunicação, educação, políticas públicas.

Público alvo: CEO, Grandes corporações, estudantes.

Região: Sul.

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva?  

Grupo de pesquisadores que leva conscientização, com consultoria voluntária para as empresas mais poluentes. Levando não só a informação que provavelmente eles já tem mas dados, contrapontos e propostas que eles poderiam estar fazendo para diminuir a emissão de gases ou ser uma empresa menos poluente.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

todas as idades, a ideia é para empresas mas a comunicação e esse viés econômico pode ser passado em escolas também.

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas? 

Precisaria de ajuda de outros colaboradores, pesquisadores, para prestar "consultorias" gratuitas (voluntárias) para empresas poluentes ou potencialmente prejudiciais ao meio ambiente e dar a elas alternativas mais sustentáveis. Seria feita muita pesquisa, estudo e analise de dados.

André Stefano Contessa Panico

Hortas Comunitárias
em Áreas Urbanas Alternativas

Objetivo do projeto: Usar áreas disponíveis ou subutilizadas para criar hortas comunitárias geridas pela própria comunidade.

Palavras-chaves: Alimentação / Comunidade.

Público alvo: Periferias urbanas.

Região: Sul

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

Meu projeto tem o objetivo de engajar comunidades periféricas e vulneráveis na produção de alimentos em áreas vizinhas ou dentro da comunidade que hoje não são usadas ou são subutilizadas (por exemplo faixas onde há torres de transmissão de eletricidade). Com isso engajamos a comunidades que vão produzir seus próprios alimentos e poderão até vender o excedente. Isso dará senso de pertencimento das pessoas em relação ao seus bairros, vizinhanças e cidades.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Adolescente, a partir de 12 anos, Adultos, até 65 anos.

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

1) prospectar áreas potenciais 2) avaliar disponibilidade para as hortas 3) engajar as comunidades 4) buscar ONGs / especialistas para treinar as comunidades a gerenciar as hortas 5) buscar doação de mudas / sementes 6) organizar os plantios e as colheitas de acordo com as estações 7) monitorar 8) corrigir / ajustar 9) treinar / ampliar para outras comunidades usando pessoas que já fizeram parte da primeira geração (embaixadores e multiplicadores).

 

Ana Pont

Árvore[ser]

Objetivo do projeto: Plantar árvores em bairros de periferia.

Palavras-chave: Árvores, justiça climática, educação climática.

Público alvo: Todos moradores da cidade em questão.

Região: Sul.

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva?  

Levar mais dignidade, bem estar e educação climática para a comunidade.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Todas as idades.

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas? 

O projeto visa o plantio de mudas de árvores nativas em bairros da periferia a fim de iniciar um diálogo de educação climática com todos os voluntários envolvidos na ação. Como objetivo específico, iremos plantar as árvores preferencialmente em praças e escolas, promovendo o bem estar e conforto térmico dos moradores de bairros que sofrem com a falta de planejamento urbano. O primeiro plantio será no mês de dezembro de 2020 em alusão ao dia internacional de voluntariado. Os voluntários vindo do bairro da periferia e também do resto da cidade irão se reunir na praça onde faremos um diálogo sobre mudanças climáticas, causas, consequências e ações que podemos realizar. Faremos o plantio e depois nos reuniremos pra cada um contar sua experiência.

Matheus Monteiro de Siqueira Santos

Time Enactus IFSP
São José dos Campos

Objetivo do projeto: Engajar estudantes e comunidades no desenvolvimento e implantação de soluções para problemas socioambientais locais.

Palavras-chave: Desenvolvimento comunitário; Engajamento; Inovação.

Público alvo: Comunidades do entorno de instituições de ensino.

Região: Sudeste.

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva?  

Desenvolver e implementar soluções para desafios socioambientais das comunidades.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Infantil, até 12 anos, Adolescente, a partir de 12 anos, Adultos, até 65 anos, Adultos, a partir de 65 anos, Estudantes universitários de qualquer idades.

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas? 

O projeto é um grupo de estudantes universitários que, juntamente a membros de comunidades vulneráveis, desenvolvem e implementam soluções para problemas socioambientais enfrentados pelos moradores dessas comunidades. Os projetos/soluções são desenvolvidos aliando as metodologias e conhecimentos acadêmicos às experiências e saberes dos moradores das comunidades (ou grupos específicos). Depois, quando bem "estruturados", podem ter diversos "destinos", sendo geralmente manejados pela comunidade.

Ayna Miranda

O Social e o ambiental criando raízes

Objetivo do projeto: Apresentar a população de Caruaru-PE, a importância de manter o rio Ipojuca limpo, manter as suas margens com árvores. Educar a população sobre o descarte correto do lixo, realizando oficinas de reciclagem e diminuir o uso de plástico.

Palavras-chave: Educação. Reciclagem. Parcerias.

Público alvo: A partir de 6 anos ao idoso.

Região: Nordeste.

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva?  

Além da educação ambiental, da preservação do rio, do descarte correto do lixo, haverá a limpeza da encosta do rio e plantar árvores/mudas.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

A partir de 6 anos ao idoso.

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas? 

A ideia do projeto foi pensando para atuar em três frentes: educação ambiental, descarte correto do lixo, plantar árvores. Iniciando nas escolas para que as crianças e jovens tomem consciência da importância da conversação da natureza, de quanto o rio é importante para a cidade e população. Por isso o projeto divide-se em 3 etapas:

1ª) Realização de palestras educativas em escolas e comunidades, palestras com o tema voltado para o cuidado dos rios, orientações sobre o descarte correto do lixo e dicas de como consumir menos plástico.

2ª) Realização de oficinas educativas (reciclagem, aproveitamento do lixo, como plantar mudas, economia de água) todas as palestras são realizadas em parcerias com artesãs locais e membros do MST Caruaru.

3ª) Dia D: o dia da limpeza na encosta do rio e plantar as mudas. Todo o projeto é realizado por voluntários, estudantes de graduação e professores da rede pública e particular, as oficinas são ministradas por profissionais e todo material foram doados por voluntários, já as mudas foram doadas pela prefeitura municipal e pela COMPESA (empresa de agua e esgoto de Pernambuco).

Bianca Oliveira Miranda

Reflorestando água

Objetivo do projeto: Reflorestar APP às margens de córrego na região norte da cidade de Botucatu - SP.

Palavras-chave: Segurança hídrica; APP; Reflorestamento.

Público alvo: Principalmente moradores do bairro.

Região: Sudeste.

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva?  

Ampliar a área arborizada às margens de um córrego, aumentado a segurança do leito do rio, da captação de carbono e da área para manutenção da biodiversidade.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Infantil, até 12 anos, Adolescente, a partir de 12 anos, Adultos, até 65 anos, Adultos, a partir de 65 anos.

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas? 

O projeto, que terá início imediato, tem por objetivo reflorestar APP de córrego na região norte da cidade de Botucatu-SP. Para isso, vou analisar o Plano Diretor e entrar em contato com especialistas que possam me orientar sobre os trâmites que devo percorrer para poder reflorestar a área. Neste momento pretendo atrair interessados para se juntarem ao projeto. Após essas informações, conversaremos com a Secretaria de Meio Ambiente para firmar acordo de cooperação entre as partes. Depois dessa autorização, juntamente com as informações sobre quais mudas podem ser plantadas e em qual área será permitida o reflorestamento, faremos, através de mutirões, as plantações das mudas doadas. Haverá, posteriormente, um acompanhamento do desenvolvimento das mudas, bem como dos índices de qualidade no local (água, temperatura, aumento de biodiversidade, entre outros) para comprovar que houve mudanças e ganhos de qualidade no local. Após o sucesso e o conhecimento, pretendemos ampliar o projeto para outras APPs do município.

Renato Atilio Jorge

Implantação de
sistema fotovoltaico

Objetivo do projeto: Implantação de sistema fotovoltaico em condomínios residenciais prediais.

Palavras-chave: Energia limpa, fotovoltaico, energia elétrica.

Público alvo: Moradores de meu prédio residencial.

Região: Sudeste.

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

Aumento da oferta da energia elétrica, contribuindo assim para mais energia limpa e de baixo impacto ambiental.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Adolescente, a partir de 12 anos, Adultos, até 65 anos, Adultos, a partir de 65 anos.

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

O que fazer: Convidar especialista em energia solar para fazer uma apresentação aos moradores. Porque: Entender como é a energia solar e a sua conversão em energia elétrica é importante para a aquisição um sistema de geração de energia solar. A energia solar vem sendo cada mais utilizada na geração de energia elétrica por meio de usinas solares, sendo uma ótima alternativa para a energia para a renovável e limpa. Além disto, a economia na conta de luz é um ótimo atrativo para convencer pessoas. Em geral, o custo para a implantação de um sistema fotovoltaico é recuperado, atualmente, em aproximadamente 4 anos. Quando: A partir de fevereiro de 2022, quando estou programando a palestra com especialista. Explique de que forma as suas ações serão realizadas? Se o projeto tiver sucesso no meu prédio, estender o projeto para outros prédios residenciais.

Maria Eduarda Moraes da Natividade

Comunidade responsável - Horta, Saúde e Reciclagem

Objetivo do projeto: Reduzir o impacto do condomínio na geração de resíduos e proporcionar uma qualidade de vida.

Palavras-chave: Resíduos, Educação, Alimentação.

Público alvo: Moradores do condomínio.

Região: Sudeste.

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva?  

Irá educar na separação dos resíduos recicláveis e não-recicláveis, reduzindo o impacto na geração de lixo por parte dos moradores e também utilizará como forma de reaproveitamento os resíduos orgânicos para compostagem.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Infantil, até 12 anos, Adolescente, a partir de 12 anos, Adultos, até 65 anos, Adultos, a partir de 65 anos.

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas? 

Primeiramente será feita uma pesquisa de como poderá ser aplicado esse projeto, após será realizado o planejamento e aplicabilidade para ser apresentado ao sindico. Depois na parte de ação, serão feitos cartazes e mini palestras para educar e auxiliar os moradores no processo de separação dos resíduos. Também iremos construir um espaço que será a horta comunitária, junto a proposta é trazer as crianças para ter o contato com a terra e natureza além de plantar seu próprio alimento de forma mais saudável.

Francesca Smith

Composteiras
em Condomínios

Objetivo do projeto: Instalação e uso de uma composteira num condomínio residencial.

Palavras-chave: resíduos; compostagem; lixo zero.

Público alvo: Os moradores do meu prédio.

Região: Sul.

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva?  

Redução de lixo organico, criação de húmus e união e educação dos moradores.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Adultos, até 65 anos.

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas? 

Já falei com o síndico e escolhemos a composteira. Os próximos passos são comprá-la e monitorar a seu uso correto além de conversar com os moradores e funcionários do prédio para divulgar e explicar a ideia. Para fazer isso, preciso me educar mais sobre o assunto. O comitê do condomínio precisarão decidir como aproveitar o húmus e o chorume. Futuramente, a ideia pode ser divulgada em outros condomínios e mídia social para encorajar outras comunidades a adoptar essa prática.

Caetano Massato Norichika

Drops sustentáveis
do CHVM

Objetivo do projeto: Contribuir para o desenvolvimento de atitudes sustentáveis dos moradores do condomínio CHVM.

Palavras-chave: Práticas sustentáveis; Sensibilização ambiental; Drops informativos.

Público alvo: Moradores do condomínio CHVM.

Região: Sudeste.

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva?  

Conscientização ambiental e mudanças de atitudes em relação ao meio ambiente.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Adolescente, a partir de 12 anos.

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas? 

Elaborar e fixar pelo condomínio onde resido cartazes com informações sobre meio ambiente e práticas sustentáveis fáceis de serem implementadas para sensibilizar os moradores. A primeira ação será levantar informações sobre práticas sustentáveis fáceis de serem implementadas no condomínio CHVM, então, preparar cartazes apresentando as informações com linguagem simples e ilustrações, pela ludicidade. Apresentar os cartazes para a administração do condomínio, para obter permissão para fixação. Uma vez permitido, fixar os cartazes pelo condomínio, nas áreas com maior circulação e elevadores. Os cartazes serão trocados semanalmente, com informações diferentes.

Sammuel Augusto Gomes Machado

Reflorestando água

Objetivo do projeto: Chamar atenção e conscientizar pessoas do meu meio sobre o atual cenário climático e os possíveis futuros adventos da ação contra essas mudanças climáticas ou a falta desas ações.

Palavras-chave: Crianças, adolescentes e adultos.

Público alvo: Principalmente moradores do bairro.

Região: Centro-Oeste.

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva?  

Inspirar outros jovens a participar ativamente da luta pelo bem estar do planeta.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Infantil, até 12 anos, Adolescente, a partir de 12 anos, Adultos, até 65 anos.

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas? 

TedxTalk com participação de Vinicius Machado (professor de geografia, e uma das maiores vozes negras no cenário da educação). Consigo falar em público com uma certa facilidade e clareza, logo além de incentivar e conscientizar serei um exemplo de que a participação da juventude é importante. Fevereiro de 2022.

 Turma 14  

Adriana Rezende Rangel

Projeto MAIS

Objetivo do projeto:  Mobilizar os estudantes a serem protagonistas na luta por justiça climática, multiplicando conhecimento e soluções.

Palavras-chave: Educação; Justiça Climática; Comunicação.

Público alvo: Estudantes (inicialmente com meus alunos).

Região: Nordeste.

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

Cidadãos e Cidadãs mais conscientes do seu papel e que atuem como multiplicadores de soluções e ações de combate à crise climática.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Adultos, até 65 anos.

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

O piloto do projeto será com os meus alunos (Cursos de Administração e Ciências Contábeis). Trabalharei, na disciplina que leciono, temas ligados: à sustentabilidade; negócios sustentáveis; gestão e contabilidade ambiental; e justiça climática. Deste modo, terão uma visão geral da temática. O objetivo é mobilizar os estudantes a serem protagonistas na luta por justiça climática, multiplicando conhecimento e soluções. Para tanto serão trabalhados dois âmbitos: a) consciência individual - para que compreendam a urgência do tema: justiça climática e promovam uma mudança de hábitos, tornando-se também agentes multiplicadores; e b) consciência de coletividade - organizando e apresentando propostas em uma Feira aberta a comunidade acadêmica (com stands de ideias e uma palestra final). A motivação principal é somar esforços diante do cenário climático que vem se agravando e requer ações individuais e coletivas nos mais diversos espaços. Considerando o contingente de alunos e adequando a ação a este elemento, espera-se desenvolver a ação de forma semestral a partir 2022. Nos encontros semanais serão trabalhados os temas já citados, com debates e reflexões. Será realizado o planejamento da Feira e as propostas em grupos, com realização ao final do semestre.

 

Brunna Vianna Braga

Clube Verde
(Microprojeto Atualizado)

Objetivo do projeto: Conscientizar jovens e adultos sobre problemas socioambientais através da leitura.

Palavras-chave: Clube de Leitura; Conscientização; Sustentabilidade.

Público alvo: Jovens e Adultos (ou qualquer outra pessoa que se interesse pela temática socioambiental).

Região: Todas as regiões que tenham acesso à internet.

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva?  

Conscientizar as pessoas de modo com que elas reflitam suas atitudes em relação à natureza e que isso promova uma mudança para uma vida mais sustentável.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Pessoas a partir dos 15 anos.

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas? 

A ideia é fazermos 6 leituras por ano, ou seja, a cada dois meses será selecionado um livro com temática socioambiental para ser lido nesse período e debatido, via Zoom. Além disso, para quem se interessar, eu estarei disponibilizando conteúdo extra relacionado ao tema abordado no livro, para enriquecer o conhecimento e dar diferentes pontos de vista sobre a mesma temática.

Irenilda Angela dos Santos

Ecoeduque

Objetivo do projeto: Levar informações sobre a situação ambiental da cidade e do estado.

Palavras-chave: Aprendizado, ecologia, sobrevivência.

Público alvo: População em geral.

Região: Centro-Oeste.

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva?  

Lembrar o divino da natureza.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Infantil, até 12 anos, Adolescente, a partir de 12 anos, Adultos, até 65 anos, Adultos, a partir de 65 anos, qualquer idade, gênero.

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas? 

Criar e publicar uma pagina ou blog, discutindo questões ambientais

Juliana da Silva Rapone

Implantação de ações sustentáveis nas escolas

Objetivo do projeto: Trazer grupos de adolescentes em suas escolas para trazer sustentabilidade para as instituições.

Palavras-chave: Sustentável, colégio, grupos.

Público alvo: Adolescentes, professores e ambiente escolar.

Região: Sul.

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva?  

Trazer mais informação, responsabilidade e ação.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Adolescente, a partir de 12 anos.

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas? 

Ainda não tenho isso planejado. Mas estou iniciando pensando em ajuda, em reforços para iniciar o projeto.

Marina Guardia Santos de 

Andrade Patiri

Entrando no Clima!

Objetivo do projeto: O objetivo geral do projeto é disseminar, educar e sensibilizar pessoas em geral sobre o tema e engajá-las no tema para conscientizá-las e empoleirá-las.

Palavras-chave: Comunicação; Educação; Resiliência.

Público alvo: Pessoas que não tiveram/têm oportunidade para acessar conteúdos dos temas de mudanças climáticas.

Região: Sudeste.

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva?  

Acredito que minha ideia será o início de uma cadeia de troca de informações sobre o tema. Nosso país é extremamente desigual e o tema de mudanças climáticas ainda pertence à uma bolha de pessoas mais "cultas" sendo que quem é e será mais afetado por isso muits vezes carece de informações por não ter acesso ou simplesmente devido à rotina corrida diária. O objetivo é fazer com que qualquer um compreenda sobre o tema e seja capaz de multiplicar isso dentro ou fora de casa. A educação é o caminho para evoluirmos e todos têm direito à ela.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Infantil, até 12 anos, Adolescente, a partir de 12 anos, Adultos, até 65 anos, Adultos, a partir de 65 anos.

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas? 

Basicamente o projeto se dará com uma apresentação rápida (à exemplo da palestra dos 10 minutos) e contará com informações básicas sobre mudanças climáticas, atores envolvidos e direitos humanos. Em seguida ocorrerá uma interação, pode ser uma espécie de mapa do clima, uma dinâmica de percepções sobre exemplos de consequências climáticas que já estamos vivenciando e também de vivências. Após isso será um momento de falar sobre os direitos dos cidadãos e também em formas de expressar seus direitos como por ex: participar de audiências públicas, protestos etc. Por fim incentivar levar essa conversa para dentro de casa, trabalho e demais familiares. O intuito também é produzir um material com os pontos chaves discutidos e links úteis para auxiliar nessa multiplicação.

Vanice Guedes

Ativar meu Instagram como ferramenta de informação, divulgação e conexão de temas ligados ao meio ambiente 360º - meio ambiente e humanidade)

Objetivo do projeto: multiplicar e incentivar práticas sustentáveis que conectem natureza e humanidade por meio do conhecimento.

Palavras-chave: comunicação, consumo consciente, boas práticas.

Público alvo: pessoas que se perguntam como ou o que posso fazer para tornar a vida na terra melhor e mais feliz.

Região: Sudeste.

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva?  

transformar informação em conhecimento e promover conexões.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Adultos, até 65 anos.

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas? 

Criar perfil no Instagram como ferramenta de informação, divulgação, conhecimento, parcerias e conexões possíveis que levem à ação.

 

Alimentar banco de perguntas e respostas (abertas) sobre meio ambiente e humanidade. O que as pessoas querem saber? O que já foi feito e deu certo? O que já foi feito e não gerou bons frutos? Pessoas e instituições que podem ser referências?

 

Quero me alimentar e me tornar multiplicadora de práticas sustentáveis. De maneira simples, objetiva e sobretudo permeável. Aberta a contribuições.

Barbara Moreto Fim

Educação ambiental para o incentivo à criação de Reservas Particulares do Patrimônio Natural na Mata Atlântica de Marechal Floriano, ES.

Objetivo do projeto: Incentivar por meio da educação ambiental e dar assistência técnica a pequenos produtores rurais para a criação de Reservas Particulares do Patrimônio Natural em suas propriedades, criando, assim, áreas protegidas perpétuas no bioma Mata Atlântica do município de Marechal Floriano, no estado do Espírito Santo.

Palavras-chaves: Educação Ambiental, Reflorestamento, Conservação da biodiversidade.

Público alvo: Pequenos produtores rurais e quaisquer proprietários de terrenos rurais.

Região: Sudeste.

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

A criação de RPPNs traz diversos impactos positivos ao seu redor, e para o mundo como um todo. RPPNs podem promover reflorestamento, por consequência, captura de carbono, criação de um área segura para as espécies animais da região, conservação da biodiversidade da fauna e da flora, educação ambiental, pesquisa científica, turismo consciente e sustentável, agroecologia, entre várias outras iniciativas interessantes.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Adultos, até 65 anos, Adultos, a partir de 65 anos.

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

A principal ação do microprojeto será entrar em contato com pequenos produtores rurais e proprietários de terra para informá-los sobre o que é uma Reserva Particular do Patrimônio Natural, quais são seus mecanismos legais, quais são os possíveis subsídios financeiros fornecidos pelo Município ou pelo Estado, quais são as responsabilidades e possibilidades ao ter uma reserva, o que é um plano de manejo e o que ele deve conter, entre outras informações essenciais para a criação e manutenção da RPPN. Apesar de desejar fazer isso em todo o estado do Espírito Santo, essa é uma área bastante extensa para um microprojeto, então inicialmente o foco será o município de Marechal Floriano, região de montanhas no interior do estado onde parceiros do projeto já possuem uma RPPN. Além disso, será fornecida assistência técnica para o cadastro da RPPN na base de dados nacional, para a elaboração do plano de manejo, e para a gestão inicial da reserva, com o objetivo de torná-la autossustentável. A motivação principal desse microprojeto é a conservação da biodiversidade da Mata Atlântica, um dos biomas brasileiros com menor área remanescente. Além da criação de áreas seguras para os animais da região, RPPNs podem promover o reflorestamento da áreas degradadas, a educação ambiental para a população do entorno, pesquisa científica em parceria com universidades, turismo consciente e sustentável, entre diversos outros benefícios.

 

Francisco das Chagas Sousa

Prática de Manejo, Renda
e Sustentabilidade

Objetivo do projeto: Prática de Manejo, renda e Sustentabilidade para povos e Comunidades Tradicionais.

Palavras-chave: Manejo, renda e Sustentabilidade.

Público alvo: Quilombos.

Região: Nordeste

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva?  

Gerar renda, superação de pobreza, sustentável para natureza.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Adolescente, a partir de 12 anos.

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas? 

Início janeiro, trabalho coletivo da comunidade.

Isadora Schulze de Albuquerque

Melhora Tejipió

Objetivo do projeto: Levar informações sobre o clima, uso sustentável e empreendedorismo verde para comunidades de palafitas que vivem no Rio Tejipió em Recife, PE.

Palavras-chave: Comunicação; Educação; Justiça Climática: racismo ambiental.

Público alvo: Moradores da comunidade de palafitas do Pina, Recife, PE.

Região: Nordeste.

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva?  

Irá trazer melhora de vida para pessoas em situações vulneráveis.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Infantil, até 12 anos, Adolescente, a partir de 12 anos, Adultos, até 65 anos, Adultos, a partir de 65 anos.

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas? 

Existem populações nas cidades que estão mais vulneráveis às mudanças climáticas, sociais e econômicas. Uma dessas populações são as que vivem em palafitas, que são estruturas erguidas com madeiras sob algum rio ou área alagada. Essas habitações estão extremamente vulneráveis às altas da marés, poluição dos rios e riscos de curtos elétricos, já que para chegar eletricidade nessas áreas são feitas “gambiarras”. Além disso, as estruturas são elaboradas com restos de madeiras de construção, ripas e troncos de árvores caídas, o que torna a habitação instável. Sendo assim, o objetivo do projeto é levar informações sobre o clima, uso sustentável, além de trazer alternativas para melhoria de vida através do empreendedorismo verde. O projeto será realizado na comunidade de palafitas que vive ao longo do Rio Tejipió no Pina, Recife, PE e terá seu início em Janeiro/2022. Para o projeto, contaremos com a ajuda de voluntários para a logística, financeiro, redes sociais, mídia e transporte, além disso, serão contactados pessoas capacidades para cada área a ser explorada no projeto, como professores universitários, advogados, empreendedores, contadores, etc. Todo o recurso financeiro será arrecadado através de doações. O público alvo será infantil, adolescente e adulto. A ação será realizada em três etapas: A primeira etapa será levar informações com ajuda de profissionais capacitados acerca das mudanças climáticas de forma acessível para a população. A segunda etapa será a realização de limpeza do rio na área de convivência da comunidade com ajuda de voluntários, separando o lixo para ser reciclado ou ressignificado. A terceira etapa da ação será a realização de oficinas sobre empreendedorismo verde para a população a fim de ajudar a melhorar sua qualidade de vida e poder trazer uma alternativa para o sustento de casa. Sendo assim, será possível conscientizar a população acerca das mudanças climáticas e como usar os resíduos sólidos a favor próprio e da economia local para tentar melhorar sua condição de vida.

Mylena Oggioni Toledo de Paula

Lista de transmissão sobre a Crise Climática

Objetivo do projeto: Trazer informações sobre a crise climática de forma rápida e simples através de uma rede com grande abrangência.

Palavras-chave: Pílulas de informação, acessibilidade e crise climática.

Público alvo: A intenção é atingir os que se interessam pelo clima, mas não possuem muitas fontes confiáveis sobre o assunto.

Região: O projeto, por ser online, não possui limites físicos.

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva?  

Trazer conteúdos que gerem reflexões para as pessoas que não costumam ler sobre as mudanças climáticas.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Adultos, até 65 anos.

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas? 

Uma lista de transmissão pelo Whatsapp, visto que é uma rede social poderosa que mostrou claramente o seu poder de influência. A intenção é aproveitar essa ferramenta para atingir novos públicos com notícias confiáveis e relevantes. O projeto será iniciado em janeiro.

Ruth Mota Vieira

Coleta Seletiva
pelos Animais

Objetivo do projeto: Castração de animais.

Palavras-chave: Ativismo, Economia Circular, Animais.

Público alvo: Bairros com alto número de cães e gatos de rua.

Região: Sudeste.

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva?  

Reduzir o número de cães e gatos de rua, que vivem em situação de rua precária, além de poderem causar acidentes e proliferares doenças.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Infantil, até 12 anos, Adolescente, a partir de 12 anos, Adultos, até 65 anos, Adultos, a partir de 65 anos.

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas? 

Coleta de tampinhas de plástico e anéis de latinha em estabelecimentos comerciais e residenciais para castração de gados e animais de rua. Próximos passos:

1- Entrar em contato com a ONG Ecopatas para ciência e parceria no projeto;

2- Reciclar caixas de papelão pequenas e/ou garrafas de plástico para transformar nas caixas coletoras;

3- Distribuir coletoras em condomínios, restaurantes, casa de familiares e amigos, para vincular parcerias.

Brunna Vianna Braga

Divulgação científica para leigos

Objetivo do projeto: Apresentar conteúdos, de forma lúdica e didática, sobre educação ambiental e sustentabilidade.

Palavras-chave: Energia limpa, fotovoltaico, energia elétrica.

Público alvo: Todas as idades.

Região: Sudeste.

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

Conscientizar pessoas que não tem acesso a informações sobre sustentabilidade.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Todas as idades.

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

A princípio, eu pretendo fazer postagens em redes sociais sobre temas mais genéricos relacionados à sustentabilidade e Educação Ambiental. Se der certo, pretendo criar um blog com a mesma temática que se aprofunde nesses tópicos, não só definindo conceitos, mas mostrando problemas e soluções que uma pessoa pode aplicar a seu dia a dia para já ajudar cuidar do nosso planeta. Tentarei compartilhar também outras mídias que façam o mesmo tipo de divulgação (ONGs, sites de especialistas, artigos, etc), para que o meu público seja autônomo para se aprofundar sobre esses tópicos.

Ephraim Luiz de Andrade França

Legislativo em Foco: Capacitação e
Mobilização Ambiental

Objetivo do projeto: Capacitação de equipes de jovens no Distrito Federal engajados nas causas ambientais para a compreensão dos projetos de lei, propostas de emenda constitucional e medidas provisórias vigentes, apresentados e em tramitação no Congresso Nacional e no Senado que sejam relativos a questões ambientais. Mobilização desses grupos, que serão capazes de se organizar para manifestações junto a esses órgãos públicos em toda a tramitação de projetos foco, principalmente durante as consultas públicas.

Palavras-chave: Advocacy; Capacitação; Política.

Público alvo: Os alvos desse microprojeto são jovens no Distrito Federal engajados em causas ambientais e interessados em aprender e atuar junto à esfera administrativa/legislativa nacional. Esses jovens integram o grupo de voluntários do Greenpeace em Brasília.

Região: Centro-Oeste.

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva?  

Meu projeto vai capacitar jovens em uma área de importante esfera política para serem transformadores e atuantes no cenário local, que reflete no cenário nacional. Realizado com constância o projeto pode ser uma fonte de mobilização para outros indivíduos interessados em manifestar apoio à pauta ambiental no ambiente legislativo do país, exercendo pressão para que a aprovação projetos inconstitucionais e limitantes do acesso ao direito de segurança climática e ambiente sustentável seja impedida e que projetos de apoio a causas climáticas e qualidade do meio-ambiente sejam incentivados.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Jovens de 18 a 35 anos.

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas? 

Meu projeto é baseado em duas frentes: capacitação e mobilização. A primeira ocorrerá de forma isolada inicialmente e é iniciada com a angariação de indivíduos interessados no tema e no plano de desenvolvimento desse projeto no grupo de voluntários do Distrito Federal na plataforma ‘Conexão verde’. Esse grupo de pessoas forma um grupo de estudo que, semanalmente, se reunirá para a discussão de legislações importantes já vigentes na área ambiental. Cada semana um integrante é responsável por expor os principais pontos da legislação e conduzir a discussão, que será promovida por todos os participantes interessados e que revisaram o material anteriormente. Após três a seis meses de capacitação inicial, que vai depender do engajamento e desempenho da turma, as legislações em trâmite começarão a ser discutidas da mesma forma. Essas discussões serão necessárias para entender modificações à constituição e efeitos desses textos caso aprovados. Os textos discutidos e votados como mais importantes serão direcionados para a execução de projetos de mobilização pública. Essa mobilização incluirá o grupo de estudos e outros indivíduos que, apesar de não integrarem o grupo, querem se manifestar a favor de pautas relacionadas à proteção ao meio-ambiente e mitigação das mudanças climáticas. As mobilizações acontecem inicialmente na consulta pública on-line (https://www12.senado.leg.br/ecidadania/principalmateria) pelo portal e-Cidadania e por meio de compartilhamentos dos temas em redes sociais públicas como a do Greenpeace e pessoais dos integrantes dos grupos. Além disso, a elaboração e divulgação de artigos acerca do tema e preparação de material didático acessível. As mobilizações se desenvolvem também de forma presencial nos ambientes do Senado, Congresso e são realizadas utilizando diversos recursos como megafone, manifestações, marchas, cartazes, fotografia que devem ser documentados e divulgados juntamente ao material virtual. As manifestações presenciais devem incluir a maior parcela possível de diferentes partes interessadas. Outra estratégia é integrar manifestações de outros grupos como indígenas e ONGs, garantindo a documentação da mobilização e seus efeitos.

Lilian Buss Cardoso Kühlewein

Ser Sustentável

Objetivo do projeto: Ensinar que a crise climática pode ser reduzida através de um processo de Educação Ambiental que facilite a compreensão do agir ecológico como ferramenta de mudanças.

Palavras-chave: Educação Ambiental; Mudanças de Hábitos; Parceria

Público alvo: Todos os níveis de ensino; Comunidades; Mídias.

Região: Sul.

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva?  

O projeto visa levar informações através da Educação Ambiental de forma mais acessível e prática a fim de provocar e incentivar a transformação das ações do público alvo para um modo de agir mais ecológico e equilibrado.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Infantil, até 12 anos, Adolescente, a partir de 12 anos, Adultos, até 65 anos, Adultos, a partir de 65 anos.

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas? 

Eu irei projetar uma ação de educação ambiental em vários níveis de ensino, aproveitando minha habilidade de ensinar e palestrar. Nas escolas, comunidades, eventos, locais onde houver convites ou auto convidar. Vou procurar uma parceria com um projeto universitário de extensão para auxiliar o contato com os locais possíveis de implementar o projeto. Acredito que haverá custos com transportes e materiais. Pretendo que esse gasto possa ser custeado pela parceria, e alguma parte possa vir, quanto ao transporte dos locais de convite. Pretendo iniciar o ano que vem, de acordo com as possibilidades de reuniões, de acordo com as restrições sanitárias. Porém, pretendo iniciar um projeto online já, através da construção de um blog e motivar o crescimento de meu Instagram onde divulgo a biodiversidade. Esse microprojeto é uma realização que já eu praticava em uma época passada, onde conseguia muita adesão de interesse de comunidades organizadas. Através de muitas ações consegui incentivar o não uso de copos descartáveis em eventos e sim o uso de copos retornáveis que cada participante levava o seu. Então pretendo voltar a realizar essas ações, pois tenho habilidade para isso.

Pat Barcelos

Mar de Dados

Objetivo do projeto: Aumentar oportunidades econômicas para comunidades caiçaras.

Palavras-chave: Inovação e Tecnologia.

Público alvo: Jovens do Ensino Médio.

Região: Brasil.

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva?  

Combate à Pobreza, Inclusão Digital e Justiça Climática.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Adolescente, a partir de 12 anos.

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas? 

A ideia é combinar social e a tecnologia para reduzir desigualdades, capacitando jovens caiçaras para atuar no mercado da tecnologia, desenvolvendo produtos e serviços para atender às necessidades de empresas e também de grupos e coletivos mais vulneráveis da sociedade.

 

Incluir jovens que hoje precisam deixar seu local de origem para se desenvolver profissionalmente ou que precisam ir para a construção civil, um dos setores de maior impacto ambiental do planeta.

 

Criar parcerias com empresas de tecnologia e escolas locais para inserir esses jovens no mercado de tecnologia e análise de dados. Tornar São Sebastião uma cidade tech green, criando novos postos de trabalho em uma área ainda muito incipiente na região.

Samuel Neves Jocas

"Social Green", rede social de cunho educativo e ambiental

Objetivo do projeto: Desenvolver uma rede social com temática ambiental, voltada para divulgação de encontros, notícias, artigos e relatórios científicos, experiências e oportunidades, de tal maneira a facilitar o contato ao redor do mundo de pessoas interessadas na proposta, além de buscar sensibilizar outros.

Palavras-chave: Educação ambiental; Redes sociais; Inclusão.

Público alvo: Todas as pessoas, empresas e ONGs interessadas.

Região: Nível nacional ou internacional.

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva?  

Unir pessoas com interesses comuns, facilitando o encontro para ações de mudanças, de complexidade baixa, tais como limpeza de praias e rios, a os mais diversos níveis de atuação. Não somente os interessados, espera-se alcançar mais pessoas, expandir o conhecimento sobre mudanças climáticas com ações na prática e se protegendo contra a desinformação.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Adolescente, a partir de 12 anos.

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas? 

"Social Green" será uma rede social exclusiva para o tema meio ambiente, inclusiva e que busca auxiliar/facilitar o contato e união de pessoas que se interessam (começando ou já experientes e que atuem na área) pela proposta/causa principal do aplicativo. Sabemos como o impacto de redes sociais atualmente é gigantesco, conectando pessoas ao redor do mundo, mas com cunho bastante diverso (em geral, para entretenimento). "Social Green" tem um propósito mais específico. A justificativa é a de que acredito no poder da união das pessoas. É necessário combater a desinformação e unir esforços para ações diversas, nem que sejam mínimas e simplistas (como a limpeza de lixos de um trecho de uma praia, ou lixo em um terreno baldio etc.). A existência desta rede social facilitaria esta conexão a nível nacional (ou mesmo internacional) e investiria no principal: educação ambiental em coletivo, fortalecendo o popular ditado "a união faz a força". Uma vez que o autor do projeto (eu mesmo) não possui conhecimentos em programação suficientes para tirar o projeto do papel, propõe-se buscar pessoas interessadas na proposta e que possuam conhecimentos básicos mínimos para dar início no projeto, construindo seu planejamento e criando versões de testes (além, é claro, da busca por apoio de organizações também interessadas). Devido a isto, uma estimativa plausível é que o projeto se inicie desde já, mas com existência física (ou melhor, digital) estável para final de 2022, no mínimo.

 Turma 15  

Christiane Florinda de Cima Aires

Capacitação de catadores em situação de Rua no município de Itaguaí

Objetivo do projeto:  Qualificar os catadores de material reciclável em situação de rua no município de Itaguaí.

Palavras-chave: catadores de material reciclável; mitigação de gases do efeito estufa; economia solidária.

Público alvo: População em situação de rua no município de Itaguaí.

Região: Sudeste.

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

Melhorar a qualidade de vida do publico alvo e mitigar os problemas gerados com a disposição incorreta de resíduos.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Adultos, até 65 anos.

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

O trabalho será realizado em parceria com o Centro POP de Itaguaí em 14 meses.

Nadia Dutra Moutinho

Plantação de
árvores frutíferas

Objetivo do projeto: Reduzir a insegurança alimentar e a fome.

Palavras-chave: Plantio, frutas, segurança.

Público alvo: Pessoas de baixa renda que passam por áreas públicas.

Região: Sudeste.

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva?  

Além de aumentar a área verde das cidades, por ser o plantio em áreas públicas.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Infantil, até 12 anos, Adolescente, a partir de 12 anos, Adultos, até 65 anos, Adultos, a partir de 65 anos.

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas? 

O incentivo e plantio de árvores frutíferas em regiões públicas como parques e ruas, com a finalidade de reduzir a insegurança alimentar e a fome. De preferência, o mais rápido possível, sabendo que há um prazo até o crescimento das árvores e produção de frutas. Seriam realizadas com ações voluntárias, buscando sempre o contato com a prefeitura e busca de áreas que poderiam ser plantadas.

Maria da Silveira Lobo

"Pacto pelo rio Carioca"

Objetivo do projeto: Realizar um evento para pactuar a despoluição do rio Carioca, contribuindo para a melhoria da saúde e da qualidade de vida dos que bebem e se banham em suas águas, bem como da vida aquática e marinha, além de contribuir para a redução da vulnerabilidade urbana aos impactos da mudança climática.

Palavras-chave: Água, Saúde, Vulnerabilidade Urbana.

Público alvo: Moradores e usuários, de todas as idades, dos 3 bairros e de todas as comunidades da bacia/vale; banhistas da praia do Flamengo; gestores e prestadores de serviços públicos e privados; comerciantes; organizações da sociedade civil em defesa do meio ambiente.

Região: Sudeste.

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva?  

Contribuir para a melhoria da saúde e da qualidade de vida dos que bebem e se banham nas águas do rio Carioca, bem como da vida aquática e marinha, além de contribuir para a redução da vulnerabilidade urbana aos impactos da mudança climática.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Infantil, até 12 anos, Adolescente, a partir de 12 anos, Adultos, até 65 anos, Adultos, a partir de 65 anos.

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas? 

Tendo em vista o Plano de Ações do Movimento Carioca, o rio do Rio, formulado em 2015, e considerando que o rio integra a Paisagem Cultural Urbana Rio Patrimônio da Humanidade, tombada pela UNESCO, em 2016, e que foi tombado pelo INEPAC, em 2018; o evento “Pacto pelo Rio Carioca” visa superar alguns impasses para a realização de algumas das ações do plano de recuperação. O evento deverá ocorrer onde o rio é visível e onde há espaço para reunir um número grande de pessoas em torno das seguintes ações: 1) Oficina do Pacto para Enquadramento: o rio que temos; o rio que queremos; o rio que podemos ter; 2) Lançamento do programa de despoluição "Carioca, gotinha limpa" e 3) Exposição, Teatro e Atividades Lúdicas sobre a história da ocupação da bacia hidrográfica, sobre o que já foi feito e o que ainda falta ser feito em prol da despoluição e recuperação do rio, sobre as vulnerabilidades socioambientais do território e sua população aos impactos da mudança climática.

Clivia Kellen Almeida Silva

Banheiros secos ecológicos

Objetivo do projeto: Fazer banheiros secos em comunidades carentes e que sofrem com a crise hídrica.

Palavras-chaves: banheiro ecológico sustentabilidade.

Público alvo: Comunidades carentes.

Região: Porto Alegre, mas a ideia é levar para o Nordeste.

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

redução de geração de resíduos, geração de material de compostagem para hortas comunitárias e direito de pessoas carentes terem banheiros.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

todas as faixas.

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

construção de banheiros em comunidades carentes, principalmente famílias que nao tem a disponibilidade de banheiros e que sofrem com o acesso à água visando essa acessibilidade e ainda geração de material de compostagem para hortas comunitárias.

Andréa Borges

Engajando os jovens na gestão da água

Objetivo do projeto: Mobilizar os jovens a atuarem nos Comitês de Bacias Hidrográficas, por meio de atividades de educomunicação, engajando-os a participarem da gestão da água, tendo em vista os eventos climáticos extremos.

Palavras-chave: Educomunicação; segurança hídrica; engajamento.

Público alvo: Jovens, de 12 a 29 anos.

Região: Sudeste.

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva?  

Ampliar a participação dos jovens nos espaços de tomada de decisão, trazendo novas ideias e propostas de ação para mitigar os efeitos das mudanças climáticas na disponibilidade de água (em quantidade e qualidade) para a população.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Adolescente, a partir de 12 anos.

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas? 

Produção de materiais educomunicativos, voltados aos jovens, visando aproximá-los das ações desenvolvidas nos Comitês de Bacias, ampliando a participação, a troca de experiências e a representatividade dos colegiados. Para tanto, será buscada a parceria com jovens que já participam de comitês, para que eles atuem como colaboradores dos produtos educativos que serão divulgados, orientando as formas e tipos de comunicação, em quais espaços e redes, que assuntos e interesses, dentre outros aspectos importantes para chamar a atenção e promover o engajamento dos jovens na gestão da água, tendo em vista os diversos impactos das mudanças climáticas nas bacias hidrográficas. Para a elaboração das artes e imagens utilizadas nos materiais educomunicativos, será buscada a parceria com agências de publicidade, que desenvolvem projetos pro bono.

Rachel Azzari

Transformação Climática - entender e saber
como fazer

Objetivo do projeto: Produzir e apresentar conteúdo em um Canal do YouTube para traduzir conceitos e dar dicas práticas de modos de vida que contribuam para combater a crise climática.

Palavras-chave: Comunicação, Educação Ambiental, Criação de Conteúdos

Público alvo: população em geral.

Região: Sudeste.

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva?  

Fazer com que mais pessoas entendam como as mudanças climáticas se relacionam com o seu cotidiano para que possam se sentir parte da solução e agirem.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Adolescente, a partir de 12 anos, Adultos, até 65 anos.

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas? 

Farei pesquisas de fontes confiáveis de conteúdo para compreender tecnicamente o que se trata; Elaborarei um roteiro que contemple facilitar ao máximo a linguagem com exemplos, imagens, animações, esquemas, infográficos que facilitem compartilhar o conteúdo; Pesquisarei formas práticas de colocar a mão na massa e fazer algo a respeito para contribuir nas transformações do que é necessário mudar para combater a crise climática sob a ótica do tema abordado; Gravarei um vídeo com essas informações; farei edição do material; postarei no YouTube; interagirei com o público. Selecionar novo tópico e começar o ciclo de novo.

Ivone Cavalcante Canton

Conexão entre escolas pela sustentabilidade

Objetivo do projeto: Incentivar conexões sustentáveis entre as escolas.

Palavras-chave: Ativismo, consumo consciente, capacitação.

Público alvo: Equipe escolar, estudantes e comunidade.

Região: Centro-Oeste.

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

Conversar sobre sustentabilidade é urgente. Precisamos ampliar essa ideia e transformar a realidade da comunidade.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Adolescente, a partir de 12 anos.

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

Conectar as escolas trocando experiências de atitudes sustentáveis. Pretendo promover esse debate e troca de experiências, no retorno as aulas ano que vem.

Tatiana da Silva Ferreira

Estruturação para educação ambiental local transformadora

Objetivo do projeto: Estruturar educação ambiental local para sensibilização e informação.

Palavras-chave: educação, ambiental, local.

Público alvo: Munícipes.

Região: Sudeste.

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva?  

Educação ambiental local: sensibilização e informação.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Sem delimitação.

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas? 

Iniciar a detecção e conversas com parceiros para estabelecimento de redes de contato, detecção de demandas e metodologias/estratégias, desenho das ações idealizadas com os diferentes públicos ao longo do tempo e fomentando multiplicadores de ideias, saberes e transformações. Para munícipes com ajuda de parceiros com conhecimento sobre a realidade local e/ou experiência na área ambiental. Com data a definir, talvez início ou meio do próximo ano. Se justifica pela necessidade de conhecer a realidade como princípio das mudanças visando melhoria contínua para todos. A partir de ações locais transforma-se o mundo, tendo com diálogo e educação como chaves a cidadania pode ser efetivada.

 Turma 16  

Julia Touriño de Seixas

eficiência energética:
bom pro bolso e pro clima

Objetivo do projeto:  promover a educação energética da população, informando de onde vem a energia que chega até a sua casa, como tentar reduzir o consumo.

Palavras-chave: Educação, energia, água.

Público alvo: seres humanos.

Região: Sudeste.

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

Vai gerar maior conscientização sobre a produção de energia elétrica, impactos que as mudanças climáticas fazem na geração de energia, como ela chega até a casa das pessoas, como fazer para reduzir o consumo.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Infantil, até 12 anos, Adolescente, a partir de 12 anos, Adultos, até 65 anos, Adultos, a partir de 65 anos.

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

Criar uma plataforma de comunicação e gerar conteúdo sobre o tema.

Jéssica Manfrin

MovimenTeia

Objetivo do projeto: Divulgar informações acerca da temática ambiental utilizando ferramentas da educação ambiental.

Público alvo: População da região do Vale do Ivaí - Paraná.

Região: Sul.

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva?  

Articular ações práticas, simples, individuais e coletivas que possam mudar realidades.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Infantil, até 12 anos, Adolescente, a partir de 12 anos.

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas? 

Pretendo identificar as miudezas ambientais que precisam de atenção na região onde vivo e a partir dessa identificação criar um cronograma de ações (oficinas, palestras, dinâmicas em grupo, ...) que sejam passíveis de aplicação e de mudanças na cidade e região onde vivo.

Silvio Carneiro Cotti

Economia Circular
via Reciclagem

Objetivo do projeto: Implementar infraestrutura em parceria com setor público, setor privado e agentes sociais para incrementar o percentual de reciclagem, agregando renda para a população e escala para indústria utilizando o conceito de Economia Circular, de forma a viabilizar o processo de Reciclagem com impactos positivos na Sociedade e Meio Ambiente.

Palavras-chaves: Renda, Reciclagem, Circular.

Público alvo: Comunidade, Catadores, Cooperativas de Reciclagem.

Região: Sudeste.

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

Associar Reciclagem com Renda Social (Economia Circular).

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Adultos, até 65 anos, Adultos, a partir de 65 anos.

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

Agregar escala no processo de reciclagem viabilizando os custos logísticos e riscos de qualidade.

Mírian Barreta Palla

Com-Unidade

Objetivo do projeto: Melhorias no dia a dia da comunidade, dos vizinhos, com ações práticas e dicas de economia circular e reciclagem.

Palavras-chave: Consumo consciente, Economia Circular, Educação.

Público alvo: A expectativa é atingir membros de uma comunidade, que tenham objetivos comuns, a fim de que se sintam motivados em melhorar algum aspecto convergente em sua rotina. A comunidade pode ser entendida como vizinhos, grupo religioso, amigos etc.

Região: Sudeste.

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva?  

Considero o projeto positivo, pois agregará pessoas com mesmo objetivo, criando diversas frentes de mudança, cada qual desenvolvido no aspecto que mais mobiliza aquela comunidade, por exemplo, criação de horta, organização de reciclagem, educação ambiental, consumo consciente etc.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Adolescente, a partir de 12 anos, Adultos, até 65 anos.

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas? 

Meu microprojeto inicia-se com um questionário preliminar (simples, de preferência múltipla escolha), a ser respondido por um grupo pequeno da comunidade. No formulário, serão analisadas as carências locais (p.ex. falta de reciclagem, coleta de lixo, falta de informação a respeito de compostagem, reutilização de resíduos, economia circular etc.). A partir de tal verificação, serão iniciadas as condutas, como organização de dia para a coleta de reciclagem, oficinas (p.ex. como fazer compostagem, horta caseira) e dicas de consumo consciente via conteúdo simples e prático no WhatsApp. Assim, a partir de questões (problemas ou interesses da comunidade em específico) será possível a tomada de atitudes que impactam/melhoram o dia a dia e favoreçam o meio ambiente.

Felipe Alexandre Romão

Temperando a Vida

Objetivo do projeto: Compartilhar sementes, e mudas de condimentos todos aqueles que buscam melhor condição alimentar, com temperos naturais.

Público alvo: Comunidades, e a quem interessar em multiplicar o projeto.

Região: Sudeste.

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

MEHORAR A QUALIDADE DE VIDA ALIMENTAR das pessoas através do distanciamento de temperos comercializados INDUSTRIALIZADOS.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Todas as idades.

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

Com ajuda de moradores potinhos de iogurte serão recolhidos, criando uma base onde poderá ser semeado diversos tipos de condimentos para uso diário é doméstico.

Antonio Joelmir Pinho

Observatório Climático
e Ambiental - OCA

Objetivo do projeto: Contribuir para o monitoramento, avaliação e controle social de políticas públicas e ameaças locais ao meio ambiente e ao clima.

Palavras-chave: Meio Ambiente | Clima | Políticas Públicas.

Público alvo: População local do município do Crato, no Cariri cearense.

Região: Nordeste.

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva?  

Criar um espaço de observação de práticas ambientais e ações de convivência com a crise climática no município e encaminhar/apresentar possíveis soluções para os problemas identificados.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Infantil, até 12 anos, Adolescente, a partir de 12 anos, Adultos, até 65 anos, Adultos, a partir de 65 anos.

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas? 

A proposta consiste na manutenção de um sítio/portal na internet para acompanhamento das iniciativas e omissões dos agentes públicos e privados locais ou com atuação no território, que possam impactar nos ecossistemas e na qualidade de vida de suas populações.

 

Isso inclui o mapeamento de projetos de leis, leis, decretos e outros atos do legislativo e do executivo municipais, da identificação de problemas ambientais, do monitoramentos dos efeitos da emergência climática no âmbito do município e outras questões ambientais e climáticas locais.

 

As próprias comunidades locais e, de modo especial, crianças, adolescentes e jovens, serão convidadas a identificar e registrar situações que coloquem em risco a vida humana e não humana, a partir de situações diretamente ligadas à agenda ambiental, incluindo a poluição de fontes d'água, o uso de agrotóxicos, incêndios florestais, disposição final inadequada de resíduos sólidos, esgoto a céu aberto e outros contextos inadequados. Além disso, o portal do Observatório funcionará como espaço de registro de reclamações e denúncias, solicitação de providencias e informações sobre questões ligadas à área ambiental local. A médio prazo, o projeto poderá realizar também atividades de educação ambiental.

 Turma 17  

Karen Matos

Plante árvores,
mude o clima!

Objetivo do projeto:  Realizar o plantio de árvores/horta comunitária na Vila Gomes e envolver outras famílias e pessoas.

Palavras-chave: mudas, árvores, horta.

Público alvo: Comunidade.

Região: Sudeste.

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

Valorizar espaços da natureza, envolver famílias, escola e vizinhos.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Infantil, até 12 anos, Adolescente, a partir de 12 anos, Adultos, até 65 anos.

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

O microprojeto será realizar o plantio de mudas ou horta comunitária na região da Vila Gomes/Butantã, zona oeste da capital paulista. A ideia inicial é envolver grupo de pessoas do colégio e vizinhos, solicitar a doação de mudas, mapear a região que precisa de mais verde e árvores e realizar o projeto. Na escola ou em algum ponto comum, podemos criar uma horta comunitária para que pessoas cuidem e se engajem com a ação e colham estes "frutos".

Janaina Mendonça Pereira

Promovendo o Viver Bem Teó através das ondas
de rádio

Objetivo do projeto: Promover a cultura do bem viver, trabalhando a educação ambiental em prol do engajamento social por uma cidade sustentável.

Palavras-chave: Comunicação, sustentabilidade, engajamento social.

Público alvo: População urbana e rural de Teófilo Otoni MG.

Região: Sudeste.

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva?  

Levar conhecimento e promover engajamento social por uma cidade melhor.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Adolescente, a partir de 12 anos, Adultos, até 65 anos, Adultos, a partir de 65 anos.

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas? 

Difundir um programa de rádio, de 10 minutos, com temas relacionados a sustentabilidade, mudanças climáticas e trabalhar o engajamento social junto ao projeto Viver Bem Teó (um projeto que já está sendo executado na cidade em prol da melhoria ambiental).

1- contactar as principais emissoras de rádio e pedir a difusão do programa gratuitamente

2- escolher os temas e planejar a gravação dos programas para difusão semanal

3-iniciar a gravação e enviar para as emissoras

4- difusão do programa com canal de contato para engajamento no projeto

5- engajar e envolver os voluntários no projeto.

Elioenai Gadiel Fialho Oliveira

Ponto Verde

Objetivo do projeto: Promover a sustentabilidade através do desenvolvimento de uma economia circular na Vila Bela Reduzir a quantidade de resíduos recicláveis destinados à lixões e aterros Conscientizar a população sobre a importância do consumo responsável.

Palavras-chave: Gestão de Resíduos.

Público alvo: Moradores da Vila Bela (Bairro periférico de Serra Talhada - PE).

Região: Nordeste.

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva?  

Proporcionar diversos espaços à disposição dos moradores para a coleta de resíduos, onde será feita a conscientização ambiental.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Todas as idades.

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas? 

A proposta se origina tendo em vista a prática local de se descartar lixos nas praças e terrenos baldios, e também devido a ausência de um programa de coleta seletiva local.

 

A ideia é criar pontos fixos de recepção de resíduos recicláveis de papel, papelão, plásticos, vidros, metais, entre outros. Esse local, deverá ser construído e localizado em pontos estratégicos e de fácil acesso no bairro.

 

Consequentemente, deverão ser realizadas parcerias para que os resíduos coletados serão encaminhados para as cooperativas. Por fim, cabe destacar que o projeto deverá ser iniciado a partir de fevereiro de 2022, quando eu ir para a cidade de Serra Talhada - PE

José Wolfgan Jafferson

Eduardo da Silva

Telhado e Praças Produtivas

Objetivo do projeto: Objetiva a construção de telhados produtivos para produção orgânica de alimentos, na busca de enfrentar a carência alimentar da população mais vulnerável.

Palavras-chave: Responsabilidade colaborativa; Fazendas urbanas; ODS.

Público alvo: População, no geral, independente de ser um centro urbano ou rural, de ser capital e interior, pois, infelizmente, a fome voltou a assolar uma parcela significativa da sociedade brasileira.

Região: Nordeste.

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva?  

O projeto busca transformar a percepção das pessoas quanto ao espaço produtivo e o que se pode ser tirado/produzido neste, dentre outros fatores.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Adolescente, a partir de 12 anos, Adultos, até 65 anos.

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas? 

Incentivo para a construção de telhados produtivos, seja na laje das casas ou na de prédios, buscando organizar uma produção orgânica de alimentos para mitigar a carência alimentar da população vulnerável daquela comunidade. Além disso, tem como objetivo, tornar as praças e parques urbanos mais frutíferos, para que a produção livre seja captada pela população de rua, diminuindo a carência alimentar dessa população. Tais ações podem ser postas em prática através da responsabilização colaborativa com diversas empresas privadas (PPP's), escolas públicas, universidades e com a colaboração da assembleia legislativa do Estado (Poder estatal), na busca de abrandar o custo cobrado no IPTU das moradias que aplicaram tal projeto, por exemplo.

Juliana Navarro

Emissômetro

Objetivos do projeto: Diminuir o senso de impotência e motivar a tomar ações das pessoas comuns em relação ao aquecimento global, seja ações individuais quanto pressão aos governos, ao informar com dados visíveis sobre uma realidade das emissões do local onde moram. 

 

Palavras-chave: Comunicação; Aquecimento Global.

Público alvo: Jovens e adultos.

Região: Centro-Oeste.

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva?  

Comunicação e Educação sobre mudanças climáticas.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Adolescente, a partir de 12 anos, Adultos, até 65 anos, Adultos, a partir de 65 anos.

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas? 

A proposta é criar um grande medidor da emissão de gases de efeito estufa de cada munícipio que seja colocado em locais público e de grande movimentação para que os habitantes de sua cidade consigam conhecer quanto sua cidade emite e possam acompanhar a evolução dessas emissões. Semelhante ao Impostômetro.

 

A ideia seria utilizar a base de dados do SEEG munícipios, e com objetivo de difundir o conhecimento, criar consciência ambiental e principalmente empoderar as pessoas com informações que possibilitem que se sintam que fazem parte do problema e, principalmente da solução.

 

Em conjunto teria uma campanha que explicasse melhor sobre os dados, trazendo exemplos comparativos do que aquele número significa. O projeto começaria de forma mais simplificada com uma campanha com lambes por toda a cidade com as emissões atuais, indo para um emissômetro digital em algum site online, para chegar no objetivo final de ter grande contadores no ambiente urbano.

Anidene Christina Alves de Moraes

Trilha ecológica e educação ambiental de estudantes de escola públicas

Objetivos do projeto: Desenvolver e estimular consciência ecológica de jovens da rede publica, a cerca da conservação do bioma caatinga e matas ciliares.

 

Palavras-chave: Biodiversidade; desertificação; reflorestamento.

Público alvo: Estudantes de Escola Pública.

Região: Nordeste.

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva?  

Incentivar jovens a atuarem em seu território a favor da preservação e recuperação das matas ciliares.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Infantil, até 12 anos, Adolescente, a partir de 12 anos.

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas? 

Delimitação de trilha ecológica, com aproximadamente 1km, em área de transição de caatinga as margens do Rio Una, no município de São Bento do Una. A delimitação do trajeto será conduzida por pontos marcados e identificados a partir de espécies vegetais nativas, em risco ou situação de extinção, com devida sinalização de placas discriminatórias da espécie e suas principais características. Implantação de caixas de abrigo para abelhas nativas e solitárias ao longo do percurso. Após organização de todo trajeto disponibilizar visitação guiada de pequenos grupos de estudante, previamente cadastrado e agendados, ao local para realizar imersão ecológica no trecho, com guia devidamente capacitado (profissionais de recursos naturais e voluntários de projetos sociais) para conduzir uma experiência educativa a cerca da importância da conservação e preservação do bioma e das matas ciliares, finalizando o percurso as margens do Rio Una e demonstrando a situação de desmatamento que o mesmo se encontra. Esse projeto seria um start para que a partir desse processo de sensibilização seja possível incentivar e conectar outros níveis de engajamento e desenvolvimento de consciência ecologia, como por exemplo produção de mudas, catação de sementes nativas entre outras pequenas ações. A atividade seria uma cominação de ações educativas para promover a formação de técnicos na área de recursos naturais, bem como sensibilização dos jovens e consequentemente impactar positivamente as área degradas do Rio, com possíveis ações de mobilização posteriores e decorrentes das visitações e conexão entre jovens projetos envolvidos. A gestão e manutenção do espaço será compartilhada entre secretária municipal e gestão do curso técnico em agroecologia presente e terá disponibilidade em fluxo contínuo (exceto período chuvoso), mediante condições adequadas de acesso, sem risco a segurança dos envolvidos.

Louise Cristina Zin

Comunicação Ambiental
pra todos

Objetivo do projeto: Levar a educação ambiental de forma simples, objetiva e clara para as pessoas que não tiveram acesso a educação ambiental e não sabem de sua importância.

Palavras-chaves: Comunicação, Comunidades, Educação Ambiental.

Público alvo: Pessoas que não sabem sobre meio ambiente.

Região: Sudeste.

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

Expandir ou ao menos trazer reflexão sobre o meio ambiente e sua importância.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Uma faixa etária mais expandida, de 16 - 65.

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

Comunicar sobre o meio ambiente de maneira simples para que qualquer pessoa entenda, transmitir conhecimentos científicos sobre o meio ambiente e mudanças climáticas de uma maneira divertida de se ler. As pessoas, muitas das vezes, não tiveram acesso a educação ambiental e acabam não sabendo como a natureza influencia diretamente em suas vidas. As atividades serão realizadas no âmbito que condiz melhor com cada local, rádio, website, zines.

Melina Ikehara

Dividindo Alimentos

Objetivo do projeto: Ajudar a distribuir alimentos e engajar a comunidade local a co-criarem hortas urbanas.

Palavras-chave: horta urbana, desperdício.

Público alvo: Comunidade local.

Região: Sudeste.

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva?  

Conscientizar as pessoas a evitar o desperdício de alimentos, ajudar a espalhar amor e cuidar de quem precisa.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Infantil, até 12 anos, Adolescente, a partir de 12 anos, Adultos, até 65 anos, Adultos, a partir de 65 anos.

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas? 

Começar criando uma pequena horta urbana caseira com ervas, raízes e vegetais mais utilizados no dia-a-dia, comprando pequenas mudas e cuidando para o seu crescimento; e distribuir para amigos e vizinhos, procurando engajá-los a fazer o mesmo, levar à comunidades carentes mais próximas que mais precisam, tanto os alimentos produzidos quanto mudas para que todos possam produzir e multiplicar ainda mais esse processo.

Juliana Jobim Navarro

Mini Central Comunitária de Coleta de Recicláveis

Objetivo do projeto: Transformar bancas de revista e centros de prefeitura em locais onde os moradores possam levar materiais recicláveis específicos (lacres de latinha, tampas plásticas, pilhas e baterias, buchas de cozinha, havaianas) para destinação correta.

Palavras-chave: Resíduos, Educação, Poluição Ambiental.

Público alvo: Adultos.

Região: Centro-Oeste.

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva?  

Contribuir para reduzir poluição nas quadras; Aumentar a reciclagem de resíduos sólidos; Conscientização ambiental.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Infantil, até 12 anos, Adolescente, a partir de 12 anos, Adultos, até 65 anos, Adultos, a partir de 65 anos.

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas? 

1- Entrar em contato com projetos que já possuem logística destinam os materiais para verificar como obter o residuários, forma de inscrição e como fazer a destinação

2- Pegar ou criar os residuários

3- Criar placas

4- Montar apresentação da proposta

5- Mostrar apresentação da proposta para prefeitura da quadra

6- Escolher e negociar o melhor local para colocar os residuários (poderia ser nas bancas de jornais ainda em funcionamento fazendo parceria com os donos, ou dar um novo destino as bancas que estão em desuso - nesse caso depende ainda de nova regulamentação pública para uso do espaço; Poderia ser na sede da prefeitura ou até em algum prédio específico.)

7- Treinamento e alinhamento com síndicos, porteiros e funcionários da quadra para serem também guardiões dos residuais.

8- Implementar residuários, placas. 9- Fazer divulgação para vizinhança (Instagram, mensagem nos elevadores, cartas individuais)

Ana Clis da Silva Ferreira

Temperando Mudanças

Objetivo do projeto: O projeto consiste em levar uma dinâmica de plantio de temperos (hortelã, alecrim, salsa, cebolinha, orégano, manjericão, tomilho e coentro) para crianças de escolas públicas, demonstrar como se faz o plantio e os cuidados com cada mudinha e fazer junto com eles, cada um com seu material (terra, pote/vaso, adubo, agua, semente ou muda) para que tenham melhor autonomia. No final deixar que eles levem para casa e cuidem e se alimentem do tempero orgânico plantado por eles mesmos.

Palavras-chave: Agricultura urbana; Agrotóxicos; Educação Ambiental.

Público alvo: Crianças do 6º ao 9ºano do ensino fundamental que estejam matriculadas em escolas públicas.

Região: Sudeste.

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva?  

As mudanças climáticas agravadas pela pandemia e seus efeitos econômicos geraram grande insegurança alimentar entre as populações mais vulneráveis, muitas crianças de escola pública vão para a aula sem se alimentar e aguardam pela comida que será oferecida no refeitório, muitas vezes a única comida que terá naquele dia. O plantio de temperos não vai mudar a realidade em que vivem mais poderá causar esperança e autonomia de poderem, como crianças, levar para casa um novo aprendizado que gerará algo que pode ser usado na refeição. Além de serem temperos sem agrotóxicos, integrais e frescos que são ótimos para saúde.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Adolescente, a partir de 12 anos.

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas? 

O que?: Demonstração de plantação de mudas para o ensino fundamental II Por que?: Para gerar autonomia e estimular a alimentação sem agrotóxicos Quando?: Na volta às aulas de 2022, quando as aulas provavelmente voltarão a ser presenciais com mais segurança.

 

AÇÕES:

1.Estudar mais sobe a plantação de temperos e roteirizar um passo a passo;

2.Comprar os materiais necessários: Sementes, muda, terra, adubo, potes/vasos etc.;

3. Entrar em contato com as escolas locais e verificar a possibilidade da palestra/dinâmica;

4. Fazer a dinâmica com os alunos

Paula Kreimer

Bruxinhas Modernas

Objetivos do projeto: Resgatar e perpetuar o conhecimento tradicional de comunidades tradicionais. Utilizar a natureza e a sabedoria milenar das erveiras para promover saúde e resgate de memórias ancestrais.

 

Palavras-chave: Comunidade tradicional , conhecimento ancestral, alquimia.

Público alvo: Crianças das comunidades e fora dela.

Região: Sudeste.

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva?  

Valorização da cultura e identidades locais. Chamar a atenção sobre a importância das plantas e da sabedoria ancestral.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Infantil, até 12 anos.

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas? 

Pesquisa de região com cultura de plantas "mágicas". Descoberta das receitas com as detentoras do conhecimento. Aprendizado sobre como fazer a alquimia e ensinar as novas gerações sobre o poder do conhecimento e das plantas fitoterápicas.

Jamile Oliveira Santos

Coleta seletiva Colinas
de Piata

Objetivos do projeto: Segregar materiais secos e orgânicos em um condomínio da cidade do Salvador.

Palavras-chave: Resíduos, educação.

Público alvo: Moradores.

Região: Nordeste.

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva?  

Facilitará trabalho dos catadores que buscam recicláveis no lixo do condomínio.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Adultos, até 65 anos.

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas? 

Sugerir a síndica a implantação de container secos e orgânicos; espera-se um trabalho de comunicação para sensibilizar moradores e viabilizar a adesão dos mesmos.

Karen Kristensen Medaglia Motta

Plano Climático para prédios e condomínios residenciais

Objetivo do projeto: Uma maneira de aplicar os ODS, diminuir os impactos climáticos, agregar valor e minimizar gastos em condomínios e prédios residenciais.

Palavras-chave: ODS. Plano climático. Prédios.

Público alvo: Condomínios e prédios residenciais.

Região: Em qualquer lugar do Brasil.

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

Meu projeto poderá viabilizar a redução dos impactos socioambientais em âmbito local, quiçá regional ou nacional.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Adultos, até 65 anos.

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

Meu microprojeto pretende disponibilizar uma consultoria, bem como um projeto personalizado inspirado nos ODS (parte energética, consumo de água, bicicletário, horta vertical, descarte de resíduos, social) para prédios e condomínios que visam reduzir os impactos socioambientais climáticos, contribuindo para um presente e um futuro comum mais saudável.

Lourdes Brazil dos Santos

PLANTAR. CUIDAR E AMAR UM FRAGMENTO URBANO DA MATA ATLANTICA

Objetivo do projeto: Promover a recuperação de um fragmento da Mata Atlântica, através do plantio de espécies nativas, de .odo a manter a oferta dos serviços ecossistêmicos, principalmente o que se refere a regulação climática.

Palavras-chave: FRAGMENTOS, MATA ATLANTICA, RECUPETACAO.

Público alvo: Direto: população do entorno do fragmento. INDIRETO: população do município de São Gonçalo.

Região: Sudeste.

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva?  

Ele se constitui em a ai de enfrentamento e mitigação dos extremos climáticos (altas temperaturas e chuvas intensas) nas áreas urbanas, principalmente os subúrbios degradados.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Adolescente, a partir de 12 anos, Adultos, até 65 anos.

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas? 

As ações serão as seguintes: Estabelecimento de parcerias com instituições locais (escolas, instituições religiosas e outras) Apresentação do projeto a comunidade e a escola parceira Levantamento das condições ecológicas do fragmento Divulgação dos resultados através da realização de seminário Obtenção das mudas( estao fornecidas pelo Programa Governamental FLORESTAS DO AMANHA) Oficinas de sensibilização sobre a importância do fragmento Oficinas de mobilização Oficinas de capacitação para o plantio Plantio Acompanhamento Implantação de um Programa I internacional de educação ambiental e justiça climática com a participação de estudantes da América Latina.

Mariana Sister Whately

Reduzindo impactos corporativos

Objetivo do projeto: Reduzir resíduos plásticos de único uso, substituindo por alternativas que geram menor impacto ambiental: menos resíduos nos aterros e menos energia gasta no processo de produção.

Palavras-chave: Avaliação do ciclo de vida; Economia circular; Empresas.

Público alvo: Empresas de diversos setores.

Região: todas as regiões.

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva?  

Ajudar empresas de diversos portes a diminuírem seus impactos negativos de forma realista e transparente, com parcerias.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

adultos de todas as idades.

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas? 

Formar uma rede de profissionais que colaborem entre si mutuamente na implantação de projetos de redução de impactos socioambientais negativos em empresas que pretendam e precisam atuar a favor do clima. Estabelecendo metas possíveis, realistas organizados a curto, médio e longo prazo com monitoramento contínuo para evitar greenwashing.

Dalline Cristine Ligabo Marton

Educação Ambiental e Climática para Crianças

Palavras-chave: Crianças da cidade de Canas - SP.

Público alvo: Crianças do 6º ao 9ºano do ensino fundamental que estejam matriculadas em escolas públicas.

Região: Sudeste.

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva?  

Com a educação ambiental e climática para crianças, elas poderão se apropriar e se empoderar dessa ideia e ajudar a construir uma nova realidade.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Infantil, até 12 anos.

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas? 

Ensinar de forma lúdica para crianças a importância dos pequenos gestos para melhorar o meio ambiente. As crianças são nosso presente e futuro e parte primordial para a mudança climática e ambiental. Serão intervenções quinzenais, de forma lúdica nas escolas/salas de aula para ensinar as crianças a importância do meio ambiente, como ele está hoje e como elas podem e devem colaborar para a sua melhoria.

Juliana Bergamini Reis

Elaboração de perfil de receitas à base de plantas, sustentáveis e acessíveis

Objetivos do projeto: Elaborar um perfil no Instagram com receitas à base de plantas, sustentáveis e acessíveis para incentivar a população regional jovem a adotar uma alimentação sustentável. Incluir curiosidades sobre a origem do ingrediente principal, seus benefícios e seu impacto no planeta em cada receita.

 

Palavras-chave: Alimentação, Comunicação, Criação de Conteúdo.

Público alvo: Jovens de 18 a 30 anos.

Região: Sudeste.

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva?  

Reduzir o consumo de alimentos que contribuem para a mudança climática (carne vermelha e alimentos de origem animal, em geral).

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Adolescente, a partir de 12 anos.

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas? 

Irei elaborar um Instagram com postagens de receitas sazonais, baseadas em alimentos de origem vegetal locais, sustentáveis e baratos. Cada postagem trará o impacto global do ingrediente principal, onde encontrar na região, quais suas melhores épocas do ano. Para receitas que se enquadram como uma alternativa à carne e derivados de alimentos, é importante trazer os impactos do alimento original e explicar por que é importante realizar a troca para uma versão mais sustentável.

Gisele Batista Chuang

Horta Educativa

Objetivos do projeto: Implantação de horta Terapêutica em unidades de Saúde: fortalecendo as ações de saúde ambiental.

Palavras-chave: Horta, Saúde, Educação, Sustentabilidade.

Público alvo: Idosos.

Região: Sudeste.

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva?  

Que a horta seja exemplo de implantações em outros lugares no território próximos as unidades de saúde, que estas pessoas criem uma rede de trocas de insumos plantadas nas hortas.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Adultos, até 65 anos.

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas? 

- Instalação da horta na unidade de saúde

- Planejamento das oficinas na horta com a comunidade que frequenta a unidade

- Incentivo a esta população na instalação de hortas em suas residências

- Incentivar a troca dos insumos plantados.