Jornada.jpg

Microprojetos

Desde novembro de 2020 o Climate Reality Project Brasil concluiu 9 Turmas, com participantes entre 15 e 75 anos de todas as regiões do Brasil.

 

As turmas já capacitaram mais de 170 pessoas para transmitirem os aprendizados compartilhado e adquirido durante o processo de aprendizagem e trocas. 

Confira os microprojetos dos participantes das turmas de 1 a 9.

CLIMATE Jornada Pelo Clima Logo 1@4x-8.p

 Turma 1  

Alan Marques Ribeiro

Aplicativo Jogo do Clima

Objetivo do projeto:  Estimular as pessoas a aprenderem e agirem sobre as mudanças climáticas por meio da gamificação. 

Público alvo: Jovens e adultos.

Região: Brasil

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

Conscientização ambiental.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Adolescente, a partir de 12 anos, Adultos de até 65 anos e Adultos a partir de 65 anos.

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

A proposta é uma ideia de gamificação sobre as mudanças climáticas, onde será elaborado um aplicativo (jogo) para celular. Nesse jogo, haverá um tutorial com as instruções e o jogador criará o seu Avatar, a partir daí, à medida que ele fosse realizando ações favoráveis para o combate à mudança climática iria ganhando pontos. Esses pontos seriam úteis para classificação do jogador e contribuiria para desbloqueio de fases e mudanças de nível, porém no fim de um ciclo ele poderia trocar esses pontos adquiridos por uma recompensa (por exemplo, livros, descontos em produtos, produtos sustentáveis, entre outros). 

Além disso, ao longo de sua jornada, o jogador encontrará itens colecionáveis, acessórios para o seu Avatar e poderá montar equipes com outros participantes. 

Um fato importante é que o jogador irá recebendo feedback durante o jogo, o estimulando a prosseguir na aventura.

O aplicativo seria criado em 2021 e teria seu funcionamento contínuo.

 

Andre Mafra Calderan

(RE)união com a Natureza

Objetivo do projeto: Reconectar crianças, jovens e adultos à natureza.

Público alvo: Infantil, Adolescentes e Adultos

Região: Interior de São Paulo

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Adolescente, a partir de 12 anos, Adultos, até 65 anos, Adultos, a partir de 65 anos

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

 

  1. Encontros periódicos ao ar livre, em locais em que haja muito verde e a presença da natureza.

  2. Vamos conversar com crianças, jovens e adultos acerca dos benefícios da natureza, dos serviços que os ecossistemas nos oferecem e da importância da preservação da biodiversidade, bem como os desafios enfrentados, como as mudanças climáticas. De modo a reconectá-los a estes espaços e conscientizá-los sobre importância da preservação do meio ambiente e do agir comunitário. 

  3. Os encontros podem ser temáticos e um pequeno folder pode ser entregue para resumir os conceitos abordados. 

  4. Pode haver realização de parcerias com escolas, bem como com outros atores locais para a oferta de comidas e bebidas, música e brincadeiras com as crianças. Porém, é importante que as crianças também participem das discussões e conversem com todos sobre suas percepções.

Guilherme Luiz Silva Teles

Multiplicando a Educação Climática

Objetivo do projeto: Formar líderes climáticos que atuem como multiplicadores da problemática em relação ao clima.

Público alvo: Jovens

Região: Todo o Brasil

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Infantil, até 12 anos, Adolescente, a partir de 12 anos, Adultos, até 65 anos

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

A proposta é realizar a formação de multiplicadores da causa climática. Serão selecionados os principais temas que se conectam à crise climática e suas possíveis soluções. Em uma primeira fase seriam capacitados esses multiplicadores, com informações e metodologia de didática para propagação do conhecimento. Esses multiplicadores exercem a função de educadores climáticos e atuam em rede, compartilhando experiências e aprendizado. O espaço seria virtual, podendo realizar eventos abertos a toda a população independente de nível de conhecimento ou região. Posteriormente em um cenário seguro e pós pandemia os multiplicadores poderão atuar localmente, adequando a educação climática à realidade do seu local de origem. As maneiras de passar o conteúdo são as mais diversas, mas vai existir uma base metodológica e bibliográfica para realizar as ações. O principal objetivo é gerar uma “reação em cadeia” de propagação de conhecimentos acerca da realidade climática.

 

 Mirna Amôedo e

Gabriel Chaves Barboza

Você Sabia? Curiosidades sobre questões ambientais e climáticas

Objetivo do projeto: Esclarecer alguns pontos de dúvidas para muitas pessoas em relação à questão ambiental e clima.

Público alvo: Adultos

Região: Brasil

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Adultos de até 65 anos

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

Iremos preparar uma live para abordar em forma de conversa questões ambientais e climáticas que podem deixar dúvida nas pessoas, além de falar sobre curiosidades interessantes sobre a questão.

Pedro Henrique R. M. Cunha

Faça seu próprio Minhocário e recicle seus resíduos orgânicos

Objetivo do projeto:  Aproveitar as novas perspectivas da Pandemia para disseminar

Público alvo: Adolescente, a partir de 12 anos,  Adultos a partir de 65 anos

Região: Distrito Federal, São Paulo, Brasil

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Adolescente, a partir de 12 anos e Adultos de até 65 anos

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

- Realizar uma oficina virtual de construção do seu próprio minhocário, possibilitando a reciclagem dos resíduos orgânicos caseiros.

 

   Com o advento da pandemia, todas as pessoas passaram a ficar mais tempo em suas residências, esses fenômeno colaborou para novas perspectiva de sua vida pudessem ser observadas. Nesse sentido propomos que esse momento em suas residências seja aproveitado para a implementação de um novo paradigma para os seu resíduos sólidos. A oficina abordaria a importância de realizarmos a destinação final correta dos nossos resíduos orgânicos e especialmente do impacto de realizar essa reciclagem em sua própria residência evitando que os resíduos percorram centenas de quilômetros até a destinação final e queimem uma grande quantidade de combustível fóssil nesse caminho. Para participar a pessoa não precisa de nenhum conhecimento prévio nem de nenhum material, ela pode assistir a aula, compreender os princípios e o processo e conseguirá realizar a construção de seu miocárdio em seguida com os materiais necessários. Após construir o seu próprio minhocário e realizar a reciclagem dos seus resíduos orgânicos, além de zerar a quantidade de resíduos orgânicos que são possivelmente destinados de forma inadequada você terá acesso a uma grande quantidade de composto orgânico para adubar suas plantinhas!

 

Vivian Paes Barretto Smith

O clima ficou maluco! O que eu tenho a ver com isso? – Adulto

Objetivo do projeto: Introduzir ao público adolescente a temática da crise climática a partir de espaços de aprendizagem virtuais e colaborativos.

Público alvo: Adultos

Região: Sudeste

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Adultos de até 65 anos

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

Atividades:

  1. Planejamento e Preparação da jornada: (i) elaboração de agenda da jornada e roteiros dos encontros; (ii) engajamento prévio dos participantes (ii) preparação dos materiais digitais e físicos de apoio

  2. Realização dos encontros: (i) três encontros síncronos, de 120 minutos cada, por meio de plataformas digitais; (ii) quatro aulas assíncronas, de 30 minutos cada, em mídia digital; (iii) canal de atendimento/chat online com data e horário pré-fixados.

  3. Fechamento e avaliação da jornada: (i) elaboração de plano de atividades pós-jornada, (ii) formulário de avaliação da jornada, (iii) encontro virtual de acompanhamento do plano 15 dias após término da jornada.

Participantes: até 20 participantes.

Período: A partir de março de 2021.

 

Alessandra Mathyas

5 anos do Acordo de Paris: como o Brasil está na foto? Como eu quero aparecer na foto?

Objetivo do projeto: A partir do exemplo do movimento liderado por Greta Thunberg, apresentar como os países estão abordando o Acordo de Paris. Destacar as metas do Brasil e o que o país tem feito nesses anos para cumpri-las. E a foto está borrada, principalmente pela postura do governo brasileiro nos últimos 2 anos. E o que a juventude pode e deve fazer para mover a agenda na sua cidade?

Público alvo: Jovens a partir de 12 anos.

Região: Nordeste

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Adolescente, a partir de 12 anos

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

Estamos na década decisiva para conter os efeitos das mudanças climáticas. Há um movimento internacional de mover a agenda para o cumprimento das metas do Acordo de Paris, mas o tema ainda não é tratado de uma forma bem didática com jovens. Mais que levar o tema para os bancos escolares, é preciso envolver a juventude em ações concretas, onde todos sintam-se parte da mudança. É possível. Então, a ideia aqui passa, em tempo de pandemia, por encontros virtuais de conteúdo e troca de conhecimento local. Saber como  cada um vê os efeitos da mudança do clima na sua região, no seu bairro. Buscar fotos do passado e da atualidade. E a partir disso, avaliar juntos, o que é possível fazer. Desenvolver um banco de ativismo, que passa por ações individuais, pelas escolhas de alimentação, de transporte, de uso eficiente de energia, que cada um pode fazer de forma mais simples. E, claro, chegando ao ativismo coletivo, com formação de grupos locais para atuar junto a vereadores nas Câmaras, com apoio a projetos de lei, com campanhas virtuais e comunitárias por espaços verdes, hortas comunitárias, transporte compartilhado, promoção da agroecologia e da aquisição de alimentos locais para alimentação escolar, por exemplo. Ao fim, chegaríamos a nosso objetivo, se ao longo de um ano, cada grupo local puder mostrar ao menos uma ação efetiva coletiva estabelecida, e ao menos duas ações individuais pactuadas, teremos cumprido com êxito o projeto. E claro, tudo registrado com fotos. Afinal, as fotos mostrarão o caminho para cada um aparecer nessa grande mudança. 

 

Elane Maria Farias de Carvalho

e Jonathan Kazimierski

Oficina de Debate Colaborativo (6 chapéus) com tecnologia digital (Padlet)/ Jogo do Planeta/Aplicativo sobre Resiliência frente às Mudanças Climáticas

Objetivo do projeto: Promover a aprendizagem ativa e colaborativa acerca das Mudanças Climáticas.

Público alvo: Jovens de Ensino Médio.

Região: Maricá, Rio de Janeiro

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Adolescente, a partir de 12 anos, Adultos, até 65 anos, Adultos, a partir de 65 anos

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

  • PRIMEIRA PROPOSTA:

  • O que? Oficina de Debate Colaborativo 

  • Como? Usando a Técnica dos Six Thinking Hats (Edward de Bono) e a Tecnologia Digital do Padlet

  • Quando? Quando a vacina chegar

  • SEGUNDA PROPOSTA:

  • O que? Jogo do planeta: Jogo interativo de cartas de conscientização sustentável. Cada pessoa encarne seu papel no planeta. Exemplo jogador 1: mãe de família na ethiopia, jogador 2: agricultor no brasil-  jogador 3: business man em nova york jogador 4: pai de família em Berlim. 

  • [Sensibilização Tem as cartas do problema que vem da ação de um jogador. Por exemplo, desmatamento do agricultor brasileiro, impacta a vida da mae de familia na ethiopia. ai , cada um oferece uma solução para salvar a pessoa impactada na sua região. Assim é um exercício de empatia e aprendizagem sobre  interdependência no planeta]

  • Como? Fazer as pessoas jogarem um Role playing game com cartas no apoio.

  • Quando? Quando a vacina chegar

  • TERCEIRA PROPOSTA:

  • O que? Construção de um aplicativo sobre Resiliência

  • Como? O aplicativo trabalhará as dimensões individual (psicológica, ligada à atitudes sustentáveis que o Planeta precisa), ecológica (que ações de mitigação de danos ambientais e de fortalecimento dos ecossistemas) e das cidades (como as cidades resilientes atuam para promover preparação e prevenção, enfrentamento de eventos extremos e desastres e como se reconstroem pós-desastres? Levando em conta o documento da ONU “Construindo Cidades Resilientes”

 

Luane Teixeira

Horta comunitário da Rua Castro Menezes

Objetivo do projeto: Construir uma horta comunitária no final da Rua Castro Menezes, no terreno baldio ao lado do campo de futebol.

Público alvo: Moradores da região de Brás de Pina

Região: Zona Norte do RJ, Brás de Pina

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Adultos de até 65 anos e Adultos a partir de 65 anos

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

No final da rua Castro Menezes, no bairro de Brás de Pina, existe um espaço aberto abandonado, localizado ao lado da praça do campo de futebol. Esse espaço, que hoje está tomado pelo matagal, poderia vir a ser tornar uma horta comunitária.  A primeira etapa seria conseguir a autorização do uso do espaço junto à Prefeitura. Após isso, apresentar o projeto aos moradores da rua citada, e através de uma pesquisa prévia saber se seria de interesse deles o financiamento coletivo do projeto e quanto eles poderiam contribuir. É importante deixar evidente que se o morador não quiser contribuir com valores em dinheiro, ele pode ajudar como voluntário mantendo a horta depois de pronta.  Recolher os contatos. Avaliar os resultados obtidos: Quantos moradores tiveram interesse? Quanto de dinheiro eles estão disposto a doar? Quantas pessoas se disponibilizaram a serem voluntárias? Se as respostas obtidas na pesquisa prévia forem positivas, fazer o segundo contato com os interessados e iniciar as ações do projeto. A duração do tempo de realização do projeto pode variar de um mês e meio à dois meses.

Sabrina Silva Lins

Fome de quê?

Objetivo do projeto: ConscienLzação a respeito de consumo responsável e segurança alimentar.

Público alvo: Jovens e Adultos

Região: Curitiba - PR

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Adolescente, a partir de 12 anos, Adultos, até 65 anos, Adultos, a partir de 65 anos

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

Por dia, 17 pessoas morrem de desnutrição no Brasil e um terço de todos os alimentos produzidos no mundo são desperdiçados. Além disso, devido às mudanças climáticas, houve um declínio no rendimento agrícola. No instagram Fome de Quê? serão encontrados posts a respeito dos objetivos locais e globais para a mitigação do desperdício de alimentos; a relação entre mudanças climáticas e a fome no mundo; o que a ciência diz a respeito dos problemas e das soluções; além de retratar a rotina de uma jovem que não tem afinidade com a cozinha mostrando como é começar do zero na adaptação da sua rotina alimentar para a redução do desperdício. O Fome de Quê? ainda pode ser estendido a nível macro, usando a ciência para ações e soluções que auxiliem agricultores em produções responsáveis, garantindo alimentos seguros, nutritivos e suficientes durante todo o ano.

Vivian Paes Barretto Smith

O clima ficou maluco! O que eu tenho a ver com isso? – Pré-adolescente

Objetivo do projeto: Introduzir ao público infanto-juvenil a temática da crise climática a partir de espaços de aprendizagem virtuais e colaborativos.

Público alvo: crianças de 9 a 12 anos

Região: Sudeste

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Infantil, até 12 anos

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

Atividades:

  1. Planejamento e Preparação da jornada: (i) elaboração de agenda da jornada e roteiros dos encontros; (ii) engajamento de adulto parceiro de jornada junto à criança; (ii) preparação dos materiais digitais e físicos de apoio

  2. Realização dos encontros: (i) três encontros síncronos, de 60 minutos cada, por meio de plataformas digitais; (ii) quatro aulas assíncronas, de 30 minutos cada, em mídia digital

  3. Fechamento e avaliação da jornada: (i) roda de diálogo com adultos parceiros da jornada, duas horas, por meio de plataforma digital; (ii) formulário de avaliação da jornada.

Participantes: até 10 crianças junto com respectivo adulto parceiro.

Período: Final de janeiro, início de fevereiro e julho de 2021 (período de férias escolares)

Aline Pierrobom Cordeiro

Limpeza e reciclagem em comunidades

Objetivo do projeto: trazer a cultura de cuidar seu próprio ambiente começando pelas crianças

Público alvo: comunidade que eu já conheço

Região: Guarulhos

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Infantil, até 12 anos; Adolescente, a partir de 12 anos; Adultos de até 65 anos

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

A minha ideia é levar para as comunidades o senso de cuidar do seu ambiente, fazer um mutirão de limpeza, com reforma das caçambas que serve as comunidades. Incluindo as crianças e consequentemente os pais para organizar essa limpeza. Uma das comunidades que quero introduzir esse trabalho já tem um pedacinho muito bem cuidado com uma horta, mas é um pedaço pequeno feito e cuidado por 3 moradores, quero ajudá-los a cuidar do ambiente que eles podem melhorar a qualidade de vida, além da possibilidade de uma renda extra através da reciclagem, e de plantar coisas para o dia a dia.

 

 Ana Leticia Araujo de Aquino Bertoglio

cartão-filme de fim de ano

Objetivo do projeto: enviar para toda família e amigos uma mensagem de fim de ano que inclua os conceitos de clima.

Público alvo: família e amigos.

Região: todo o país.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Infantil, até 12 anos, Adolescente, a partir de 12 anos, Adultos, até 65 anos, Adultos, a partir de 65 anos

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

Visando dar leveza ao assunto do clima, tratar dele em formato de cartão animado de festas de fim de ano tende a aproximar as pessoas e prender sua atenção durante a curta exibição. 

Farei um cartão-filme de Natal e Ano Novo inspirado num desejo de criança ao Papai Noel, enviando uma cartinha. Mas o Papai Noel terá um grande desafio para realizá-lo: precisará de todos nós!


Usarei uma plataforma grátis de animação (provavelmente o Powtoon) entre 21 e 23 de dezembro e enviarei por whatsapp na véspera do Natal.

Flávia Mendes Magalhães

21 dias de sustentabilidade

Objetivo do projeto: Implantar a sustentabilidade no dia-a-dia das pessoas.

Público alvo: Pessoas que querem ser mais sustentáveis

Região: Salvador - BA

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

Se os estudos dizem que demora 21 dias para criarmos um hábito e 90 para solidificarmos esse hábito, porque não começar com 21 pequenas ações que podemos fazer no dia-a-dia para sermos mais sustentáveis e modificarmos alguns hábitos que vêm no automático? Atitudes como repensar nosso consumo de roupas, consumir alimentos a granel, trocar nossos cosméticos quando eles acabarem por versões caseiras ou verdes fazem uma diferença imensa na nossa pegada ecológica, no nosso bolso e nas mudanças climáticas.

Após os 21 dias, podemos fazer 31 dias, 60 dias e 90 dias para aumentar cada dia mais o desafio e solidificar esses hábitos.

 

O desafio será virtual com explicações diárias e tarefinhas para cumprir, com opção de tirar dúvidas com a mentora (eu). Posso fazer lives específicas 1x por semana com as maiores dúvidas e demandas dos participantes

Isadora Gran Cristoforo Jacintho

Formação em Mudança Climática para Educadores do Comitê de Moradores Unidos Venceremos da favela do Salsa e Merengue no Complexo da Maré

Objetivo do projeto: Possibilitar os Educadores entenderem a importância e urgência de abordar o tema das mudanças climáticas e possibilitá-los conhecimento básico sobre o tema para que possam relacionar o mesmo com as questões abordadas em suas matérias.

Público alvo: Educadores do Comitê  de Moradores Unidos Venceremos.

Região: Salsa e Merengue no Complexo da Maré, Rio de Janeiro.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Adultos de até 65 anos

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

Será marcado junto aos Educadores do Comitê um dia de formação em Mudança Climática.

Programação: 

Apresentação de Slides – Verdade em 10

Reflexões sobre Mudança Climática e Favela – pensando os impactos e ações de adaptação no Complexo da Maré

Discussão sobre a intersecção da mudança climática com as matérias

Ideias de como falar sobre Mudança Climática com as crianças

Suellen de Araújo

Coletivo de comércio sustentável nas praças de Irajá

Objetivo do projeto: Criar um coletivo sustentável voltados para os comerciantes de estabelecimentos alimentícios nas praças de Irajá com o objetivo de diminuir uso de materiais descartáveis. 

Público alvo: Comerciantes das praças de Irajá.

Região: Irajá, Zona Norte, Rio de Janeiro - RJ

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Adultos de até 65 anos e Adultos a partir de 65 anos.

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

Tendo em vista a quantidade de comércios alimentícios disponíveis nas praças do bairro de Irajá e o lazer cotidiano que o local oferece para a população, o projeto busca criar um coletivo sustentável originado a partir de membros desses mesmo estabelecimentos. Tem como intuito atender os demais comerciantes cadastrados para que adotem a iniciativa de zero uso plástico em quiosque/barracas/trailers, visando o não uso de materiais descartáveis. O projeto entrará em vigor em março de 2021 após cadastro das empresas, também levando em consideração todas as medidas restritivas e sanitárias de combate contra a Covid-19. O coletivo será responsável engajar, monitorar e certificar tais empreendimentos, além de fornecer o primeiro “kit cozinha sem plástico” a pequenas empresas que rendem capital bruto de até R$ 2.000,00 reais mensais constados nos últimos 3 meses de 2020.

 TURMA 2 

Carla Caroline Correia

Educação Ambiental Climática na Formação de Professores da Rede Estadual de Educação

Objetivo do projeto: Formação continuada de professores sobre a problemática e fomento de projetos nas escolas e nos municípios do Estado do PR.

Público alvo: Professores e comunidade escolar.

Região: Sul

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

Formar agentes de transformação e justiça climática

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Adultos, até 65 anos.

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

Promover a Jornada de Aprendizagem Climática para professores das regionais da SEED.

Clarisse de Sylos Pampuri

Educa com verde

Objetivo do projeto: Levar educação ambiental para escolas e implementar hortas em hospitais e escolas.

Público alvo: Estudantes, pacientes, trabalhadores na área de saúde e educação.

Região: Sudeste.

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

Conscientização para ação e comida saudável

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Infantil, até 12 anos, Adolescente, a partir de 12 anos, Adultos, até 65 anos, Adultos, a partir de 65 anos

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

 

Implementar hortas em escolas e hospitais com parcerias e educação ambiental em escolas. Na minha opinião é essencial educação ambiental para todos e conscientização para ação. Certas coisas dependem da situação da pandemia. Serão realizadas em parceria com projetos locais, pessoas, etc.

Flávia Janiny Oliveira da Silva

Utilização de redes sociais como forma de divulgação da viabilidade de sistemas fotovoltaicos comerciais e/ou residenciais

Objetivo do projeto: A alta disponibilidade do recurso solar na região está em consonância com a redução dos preços da aquisição de sistemas fotovoltaicos, fazendo com que esse seguimento tenha um crescimento potencial.

Público alvo: Comerciantes do bairro, residências

Região: Nordeste

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

Fomentar a economia local em um período de crise econômica onde a redução dos valores pagos em energia possa seja convertida em outros tipos de investimento e/ou gerar economia.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Adultos, até 65 anos

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

O que? Utilização de redes sociais como forma de divulgação da viabilidade de sistemas fotovoltaicos comerciais e/ou residenciais; Onde? Na economia local (bairro onde moro); Como? 1. Fazer uso do perfil do bairro no instagram buscando mapear os comerciantes e unidades residenciais conforme suas características de uso de energia (traçar o perfil de consumo de energia do usuário); 2. Fazer um banco de dados do consumo de cada usuário (através de foto da conta de energia ou preenchimento de cadastro); Porque você faria? Trata-se de uma maneira de fomentar a economia local em um período de crise econômica onde a redução dos valores pagos em energia possa ser convertida em outros tipos de investimento e/ou gerar economia. A alta disponibilidade do recurso solar na região está em consonância com a redução dos preços da aquisição de sistemas fotovoltaicos, fazendo com que esse seguimento tenha um crescimento potencial; Quando? Logo que eu conseguir organizar as idéias para poder iniciar...

Luana Santos de Souza

Vivências em empresas verdes

Objetivo do projeto: O projeto visa criar vivências ambientais profissionais para alunos de escolas públicas que cursarão novo ensino médio

Público alvo: Empresas ambientais e escolas de ensino médio público

Região: Sudeste

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

Trazer novas perspectivas à alunos de escolas públicas com atividades em empresas da área ambiental

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Adolescente, a partir de 12 anos

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

O projeto promoverá atividades e dinâmicas para alunos de escolas públicas em empresas e ONGs ambientais, afim de aumentar o engajamento na área e o interesse dos alunos em atuar em empresas verdes. Este projeto será aplicado no 1º semestre do ano de 2022. Para que este ocorra, contaremos com o apoio das secretaria de educação e parcerias com empresas e ONGs ambientais. As empresas interessadas oferecerão pelo menos um dia de vivência e práticas dentro e até uma semestre de atividades, com interações semanais. As interações serão presenciais ou remotas e o profissional da área ambiental não pode ministrar uma palestra ou uma visita técnica, deve interagir com os alunos através de dinâmicas, jogos e tarefas. Após a finalização do projeto a escola, os alunos e as empresas receberão certificados de participação. O projeto é uma alternativa de atividade de educação ambiental tanto nas escolas, como nas empresas.

Bárbara de Lima Barros

+Bairros sustentáveis

Objetivo do projeto: Transformar bairros da capital mato-grossense, começando pelo meu, a serem mais "ecologicos"

Público alvo: Publico alvo inicial: Moradores do Jd. Tropical

Região: Centro-Oeste

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

A arborização irá amenizar as questões climáticas por meio da diminuição das amplitudes térmicas, melhora o ar a ser respirado, protege o solo contra erosão, protege das forças dos ventos, diminui a poluição sonora. Os benefícios que a coleta seletiva e a reciclagem irão trazer são: A preservação do meio ambiente, das florestas e da água, reduzindo a extração dos recursos naturais. Além da menor poluição do solo, da água e do ar, melhora a limpeza da cidade e até a prevenção de enchentes.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Infantil, até 12 anos, Adolescente, a partir de 12 anos, Adultos, até 65 anos, Adultos, a partir de 65 anos

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

Quero ver meu bairro mais arborizado, quero que minha cidade volte a ser considerada "cidade verde". Pretendo iniciar esse projeto já, começando pela minha casa, meus vizinhos mais próximos, as praças de meu bairro e consequentemente o bairro todo. Entrarei em contato com o presidente do meu bairro para pedir ajuda e por meio do grupo do bairro irei postar o que ando fazendo para "arborizar" minha casa, como separo meu lixo e por meio desse "contagio de boas energias" irei convida-los a fazer o mesmo, falando sobre os benefícios que isso nós trará e esclarecendo qualquer duvida/ajuda que tiverem ou precisarem.

Melyssa Nara Silva Carvalho

SouTerra

Objetivo do projeto: Levar educação ambiental de forma acessível para crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade.

Público alvo: Crianças que vivem em zonas periféricas e rural

Região: Nordeste

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

Vai ensinar os jovens a colocarem na práticas pautas climáticas e terem a chance de conhecerem sobre o assunto.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Infantil, até 12 anos, Adolescente, a partir de 12 anos

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

Ações de ensino, cerca de 4 encontros. Farei para que os jovens possam ter uma perspectiva ambiental de suas ações e que podem ser agentes ativos para ajudar o planeta. Eu faria quando tivesse o projeto estruturado. Minhas ações seriam direcionadas a buscar companheiros que se interessassem nessa pauta, depois focaria na estruturação e por último na execução. Seriam feitas de forma dinâmica, inteligente e acessível. Com jogos, plantações, música e apresentações.

Rosalvo Jr.

Mobilização da População da Bacia do Camurujipe Salvador-BA

Objetivo do projeto: Mobilizar a população da bacia para melhorar a qualidade do ambiente e da paisagem onde vivemos

Público alvo: População da Bacia

Região: Nordeste

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Todos os moradores da Bacia

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

Escrevê-lo, mobilizar, aperfeiçoa-lo e implementá-lo

Kalyandra do Nascimento Ferreira

Da teoria à prática: um pontapé na engrenagem das políticas públicas

Objetivo do projeto: Fazer com que as políticas públicas ambientas sejam efetivadas.

Público alvo: João Pessoa, em especial o Bairro dos Novais.

Região: Nordeste.

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

Reduzir a quantidade de resíduos sólidos na região e dar uma destinação correta aos resíduos através da coleta seletiva.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Adultos, até 65 anos

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

Ele consiste em fazer o mapeamento das leis ambientais e programas existentes para ver se estão sendo colocados e no caso de falhas, cobrar para que elas sejam sanadas para assim haver uma aplicação efetiva.

Luan Cazati dos Santos

Área Limpa

Objetivo do projeto: Limpar o máximo das áreas selecionadas.

Público alvo: Jovens e adultos.

Região: Sudeste.

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

Vamos eliminar lixos das praias e ruas, evitando enchentes e transmissão de doenças.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Infantil, até 12 anos, Adolescente, a partir de 12 anos, Adultos, até 65 anos, Adultos, a partir de 65 anos

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

Iremos mobilizar algumas pessoas para atuarmos em praias e ruas. Porque muitas áreas sofrem de enchentes quando chove e isso ocorre por causa não acúmulo de lixo nas ruas. Data indefinida. Será uma tarefa simples, pegar lixo das ruas e descartar em locais apropriados.

Julia Biscaia Zamoner

Como ajudar o clima sem sair do sofá!

Objetivo do projeto: Levar a informação da crise climática e da nossa relação com o clima de forma simples para pessoas de fora da bolha que usualmente tem acesso a essas informações, através das crianças, de forma a conscientiza-las e engaja-las na luta contra a crise climática.

Público alvo: Crianças e suas famílias

Região: Sudeste

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

A ideia da cartilha é gerar transformação através das crianças, a partir da educação básica. Uma vez conscientizando as novas gerações, instigando e engajando as crianças em contribuir na luta contra a crise climática por meio de pequenas atitudes no seu dia a dia, é possível também envolver outras pessoas (familiares, amigos), gerando uma corrente de mudança.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Infantil, até 12 anos

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

Cartilha de como ajudar na crise climática com atitudes simples! A cartilha irá conter informações sobre como estamos conectados com o clima, como o afetamos e somos afetados de volta, nas pequenas coisas do nosso dia a dia, a fim de fazer as crianças e suas famílias se sentirem parte do contexto climático. A cartilha também irá conter dicas do que fazer no dia a dia para contribuir na luta contra a crise climática, incluindo pequenos desafios para serem feitos em família, de forma a instigar as crianças e estimulá-las a envolver outras pessoas nessas pequenas ações. A ideia é gerar transformação através da educação básica! Gostaria de começar a desenvolver esse projeto no segundo semestre de 2021.

Laís Ferraz de Camargo

Pílulas do Clima

Objetivo do projeto: Contribuir com a democratização das informações sobre o clima e mudanças climáticas, relacionando os hábitos de vida e consumo das pessoas com os impactos climáticos na saúde e qualidade de vida das comunidades.

Público alvo: Qualquer pessoa interessada e que tenha rede social

Região: Sudeste

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

Sensibilizar as pessoas sobre os impactos da ação humana (individual e coletiva) no clima do Planeta, e como as consequências das mudanças climáticas afetam a nossa saúde e qualidade de vida. O projeto pretende mostrar que tudo é um ciclo, ou seja, a ação que eu faço hoje, mesmo que mínima, pode ter impacto, tanto positivo quanto negativo, na minha própria vida.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Infantil, até 12 anos, Adolescente, a partir de 12 anos, Adultos, até 65 anos, Adultos, a partir de 65 anos

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

O que será feito: Vídeos e posts nas redes sociais sobre a impacto das mudanças climáticas na nossa saúde e como podemos criar soluções para melhorar a nossa qualidade de vida e do Planeta. Por que: A crise climática afeta diretamente a qualidade de vida e saúde das pessoas, seja pelo aumento da poluição do ar, escassez de água, aumento da temperatura ou até mesmo na propagação de doenças e estabelecimento de epidemias locais. Contudo, essa conexão muitas vezes não é de conhecimento de todas as pessoas, haja vista que muitas informações são de difícil acesso e entendimento. Por isso, democratizar essas informações, por meio das redes sociais, a fim de sensibilizar as pessoas, pode gerar ações locais que tenham potencial de melhorar a qualidade de vida de comunidades. Como: Divulgação de vídeos curtos (máximo 2 min) e posts rápidos (templates) sobre o tema do projeto. Eles serão divulgados nas redes sociais (instragram, facebook, twitter ou youtube) semanalmente, considerando até 2 publicações semanais. Inicialmente serão utilizadas as redes pessoais para testar o engajamento e, se der certo, poderá ser criado perfil próprio do “Pílulas do Clima”.

Cristiane Casini Bitencourt

Interações entre o Clima e as ações diárias das pessoas

Objetivo do projeto: Disponibilizar conteúdos simples e de fácil entendimento que alcança um público diverso e que possam sensibilizar e engajar a sociedade, especialmente, a comunidades de fé, pois trabalho com grupo de jovens cristãos. Por meio dessa comunicação quero contribuir para mudança de mentalidade, envolver a sociedade em discussões sobre o clima; influenciar as pessoas, seguidores, incluindo família e amigos, para comportamentos mais positivos em relação ao meio ambiente.

Público alvo: Seguidores do Instagram, Jovens cristãos, Família e Amigos

Região: Moro na região SUL, mas meu projeto por utilizar das redes sociais, pode abranger um público muito maior em outras regiões do Brasil e até pessoas conhecidas que moram fora do país.

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

Quero ir além do que já faço no meu trabalho na esfera pública. Quero engajar as pessoas que estão a minha volta ou que me seguem a conhecerem as questões climáticas, reconhecerem que também são responsável e se convencerem da necessidade e importância da mudança de hábitos.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Adultos, até 65 anos

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

Fazer vídeos e postagens sobre a responsabilidade de cada um com as questões climáticas, interagindo com o público para que eles venham a refletir sobre o tema, para que entendam que precisam mudar alguns hábitos e que compartilhem suas experiências diárias nesse caminho, seja no âmbito pessoal ou profissional, fazendo com que eles influenciem ou envolvam outras pessoas. Envolver jovens cristãos que já se preocupam em cuidar do próximo (envolvendo questões espirituais e emocionais), para que incluam a temática climática em suas jornadas.

Tânia Alves da Costa

#Ecodescarte_remédios

Objetivo do projeto: Logistíca reversa de medicamentos

Público alvo: Moradores do meu condomínio Metropolitan Home (Consolação/São Paulo/capital)

Região: Sudeste

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

Esse projeto vai estimular a conscientização ecológica dos moradores do meu condomínio.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Adultos e idosos a partir de 60 anos

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

O que? Logistíca reversa de medicamentos; Por que? O Decreto 10.388/2020 institui a logistíca reversa de medicamentos domiciliares vencidos ou em desuso; Quando? A partir de abril/2021; Minhas ações: obter a autorização e o apoio do síndico e conselho do condomínio para implementar esse projeto; divulgar e conscientizar os moradores sobre a importância do descarte correto dos medicamentos; instalar os coletores no prédio e retirar os resíduos dos coletores e transportá-los para locais adequados de descarte final.

Guilherme Luiz Silva Teles

Multiplicadores de Educação Climática

Objetivo do projeto: Multiplicar a educação climática e capacitar novos multiplicadores para que futuramente sejam facilitares também. Fazer isso em forma de rede, conectando pessoas e trocando experiências. Formar Centros de Educação Climática regionais para gerir melhor a rede.

Público alvo: Professores, jovens, servidores públicos e sociedade em geral que se interesse pelo tema.

Região: Centro-Oeste.

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

Sensibilização através de educação ambiental para uma mudança de ação.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Adolescente, a partir de 12 anos

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

Conectar uma rede de interessados em multiplicar educação climática. Porque precisamos urgentemente fazer com que mais pessoas saibam da questão climática de forma crítica. Serão realizadas formações (online por enquanto) sobre mudanças climáticas no mesmo estilo da Jornada, mas com algumas adaptações. Criação de um "Clube do Livro" focado nas temáticas relacionadas ao clima, onde podemos discutir ideias e trocar conhecimentos sobre clima e meio ambiente.

Suzana Akemi Alencar Tsuzuki

Limpe nossa casa

Objetivo do projeto: Limpar o bairro, começando pela nossa rua.

Público alvo: As pessoas que convivem na mesma rua.

Região: Centro-Oeste.

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

Unir pessoas, falar sobre o tema ambiental/climático e agir num problema real que está, literalmente, na nossa porta (lixo).

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Adolescente, a partir de 12 anos, Todos.

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

O que: projeto de limpeza do bairro, iniciando pela minha rua Com quem: inicialmente sozinha, depois convidar vizinhos voluntários Quando: pode ser feito o mais rápido possível, em pequena quantidade de pessoas (por causa da pandemia) Porque: porque no meu bairro, assim como muitos outros na cidade, há bastante lixo pela rua, que acabam indo para os bueiros (causando entupimento e, posteriormente, alagamentos). E para estabelecer relações entre a vizinhança, que apesar de estarem próximos, geralmente não se conhecem. E incentivar outros Jovens a serem proativos na questão socioambiental. Forma: montar um grupo de whatsapp com os vizinhos interessados, marcar um dia para limpar uma rua do bairro, poucas pessoas (por causa da pandemia), cada um levar sua vassoura/rastelo, incentivando a conversa sobre as pautas ambientais e a interação entre vizinhos

Lílian Lívia

Cuidar para Conservar

Objetivo do projeto: Limpar ambientes aquáticos, fazer o plantio de árvores nativas no seu leito e ter apoio da comunidade na sua conservação

Público alvo: Toda a comunidade (De crianças a idosos)

Região: Nordeste

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

Ajudar na manutenção do ciclo hidrológico, na qualidade da água, na biodiversidade, na educação ambiental e qualidade de vida.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Todas

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

Inicialmente buscar os parcerias para a aplicação do projeto, em segundo, estruturar e montar como será a abordagem com as diferentes bolhas, porque precisamos de uma comunicação assertiva com cada grupo/nicho para que eles possam compreender, em totalidade, a importância do projeto e como, a partir de diversas maneiras de contribuir, eles podem diminuir o impacto e ajudar na conservação do planeta (de acordo com a realidade que cada um está inserido). A intenção é revitalizar uma área com: plantação de mudas nativas nos leitos, retirar lixo do corpo aquático e das encostas (podendo esses ambientes serem rurais ou urbanos); O ideal é buscar colaboração entre as comunidades, órgãos públicos e privados, para manutenção dos projetos. E, para manter esse projeto inicial, o ideal é desenvolver outros pequenos projetos nesse espaço/ambiente, para que as pessoas continuem visitando e criando vínculos com espaço, assim, sempre desejando cuidar dele.

Tânia Alves da Costa

Eco_inclusão

Objetivo do projeto: Incluir as minorias

Público alvo: Crianças com algum tipo de deficiência e/ou grupo 60+

Região: Sudeste

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

Promover vivências de inclusão e solidariedade.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Infantil, até 12 anos, Adolescente, a partir de 12 anos, adultos, a partir de 60 anos

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

O que ? Educação Ambiental Por que? #Eco_Inclusão: Ninguém pode ficar de fora, somos todos UM Quando? Depende do apoio de parcerias Como? Aplicando a metodologia da Jornada pelo Clima, aglegando a divulgando da Carta da Terra também

Gisele Elis Martins

Muças

Objetivo do projeto: Simplificar a divulgação de temas relacionados às mudanças climáticas, relacionando teoria com o cotidiano das pessoas

Público alvo: Mulheres, estudantes, pessoas interessadas na temática ambiental

Região: Sul

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

Vai ajudar as pessoas a entenderem de forma mais simplificada o que são as mudanças climáticas

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Adultos, até 65 anos, Adultos, a partir de 65 anos

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

Vou fazer um veículo de comunicação com foco central no tema mudanças climáticas e suas relações com nosso dia a dia. Vou fazer porque as pessoas tem dificuldade de entender o assunto e qual sua relação com a prática da vida diária. Pretendo iniciar no segundo semestre de 2021. Farei primeiramente o projeto definitivo, planejamento estratégico, com objetivos e metas bem claros, definir as parceiras, contatos, conteúdo programático e planner com prazos definidos.

Gregorio Augusto Marciaga Teófilo

Projeto Integrativo de Educação Ambiental

Objetivo do projeto: Desenvolver um plano integrativo entre a comunidade escolar e secretarias municipais de meio ambiente e de educação.

Público alvo: Estudantes, professores(as) e familiares de estudantes.

Região: Nordeste

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

Trabalhar com a comunidade escolar e o bairro em que esta inserida, a sensibilização e conscientização sobre as questões socioambientais e econômicas que circundam a problemática das Mudanças Climáticas.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Infantil, até 12 anos

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

Aplicar um cronograma de atividades teóricas e práticas de Educação Ambiental, baseadas na interdisciplinaridade das temáticas ambientais e utilizando uma metodologia lúdica de ensino, proporcionando sempre atividades práticas intercaladas com teóricas. O intuito deste projeto é inserir a Educação Ambiental no ambiente escolar, visando construir uma cultura de respeito, sensibilização e conscientização sobre a importância do meio ambiente. Este projeto será desenvolvido quando as aulas presenciais voltarem, após as restrições dadas pela pandemia da COVID-19, pela segurança de todos(as) envolvidos. No primeiro momento, será escolhida uma comunidade (bairro) pequeno, que conte com uma escola de ensino infantil, da rede pública. Desta forma, pretendemos aplicar o projeto piloto, considerando todos os passos e imprevistos, ao longo do cronograma, para posterior reavaliação. Com a escolha da comunidade e da escola, faremos a apresentação do projeto à equipe da coordenação e corpo docente da escola, visando integrar os tópicos trabalhados no projeto com os assuntos estudados na grade comum de cada disciplina, tratando a Educação Ambiental como um tema transversal entre as diversas matérias. Dentro de um cronograma semestral, iremos trabalhar aulas teóricas junto às atividades lúdicas para a fixação e prática dos assuntos vistos. Exemplo: na aula teórica de resíduos sólidos (ou lixo), trabalharemos como pratica a elaboração de cestos de coleta seletiva, implantação da coleta seletiva na escola e um abaixo-assinado com os pais dos estudantes e comunidade do bairro, direcionado à secretaria de meio ambiente, cobrando um plano de manejo de resíduos sólidos para a cidade.

 TURMA 3 

Alexandre Kotchergenko Batista

Transformando subsídios marrons em verdes

Objetivo do projeto: Destinar totalmente ou parcialmente os subsídios a combustíveis fósseis no Brasil em investimentos para a ação climática

Público alvo: Sociedade de modo geral, em especial tomadores de decisão pública

Região: Todo o Brasil

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

Mitigar emissões, gerar empregos verdes

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Adultos, até 65 anos, Adultos, a partir de 65 anos

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

Identificar os subsídios a combustíveis fósseis no Brasil, federais e estaduais. Valorar economicamente a queima de combustíveis fósseis, e considerar esses valores como subsídios indiretos para a indústria fóssil. Identificar quais seriam as ações climáticas mais efetivas e politicamente viáveis que poderiam ser realizadas com esses valores. Realizar advocacy com tomadores de decisão pública sobre esses valores e alternativas.

Rubiana de Jesus cabral

Educação Ambiental para formação de agentes ambientais Local

Objetivo do projeto: Comunicação e preservação da biodiversidade local - São José dos Campos - São Paulo

Público alvo: Comunidade

Região: Sudeste.

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

Preservação da biodiversidade.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Infantil, até 12 anos, Adolescente, a partir de 12 anos, Adultos, até 65 anos, Adultos, a partir de 65 anos

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

 

Projeto de educação Ambiental – Agentes Ambientais SJC onde fará – Agentes Ambientais SJC para quem ou com quem – COMUNIDADE URBANA DE SJC com Prefeitura. quando vai começar Começo Agora em Junho Porque você vai realizar esse microprojeto : Sensibilizar e Conscientizar a população regional em prol de preserva a biodiversidade local.

Flora Würth Simon

Transforme sua cidade por meio da atuação climática

Objetivo do projeto: Ensinar representantes do poder público municipal sobre os impactos das mudanças climáticas na cidade de Florianópolis e ações para combatê-las.

Público alvo: Vereadores eleitos da cidade de Florianópolis

Região: Sul

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

Conscientizando o poder público sobre a urgência de combater a mudança do clima em âmbito local, mudanças importantes serão realizadas na cidade para se preparar para eventos climáticos e estabelecer metas de adaptação e mitigação.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Adultos, até 65 anos

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

Eu quero fazer uma capacitação para representantes do poder público em Florianópolis, com foco em vereadores já eleitos, que apresente os principais impactos que a cidade vem sofrendo com as mudanças climáticas, e quais ações devem ser realizadas com urgência no âmbito local. Estes representantes sairiam da capacitação cientes de como podem atuar dentro das suas possibilidades, de preferência tendo assinado uma Carta de Compromisso.

Mauro André Dos Santos Pereira

Campeões Climáticos

Objetivo do projeto: Atuar através de um teatrinho animado e com personagens divertidos levar a educação em mudanças climáticas para as crianças e adolescentes das comunidades do sudeste do Brasil

Público alvo: Crianças e adolescentes

Região: Sudeste

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

Unir as crianças e os adolescentes em um convite para salvar o planeta, nossos novos campeões climáticos, irão passar por uma animada ciranda de conhecimento para nos ajudar a luta contra os impactos das mudanças climáticas que vem afetando as comunidades do sudeste brasileiro., depois de conhecer a origem do problema, iremos dota los de conhecimentos e apresentar as ferramentas para ajudar o nosso planetinha local para depois de passar de fase salvar o bairro e então nosso guerreiros irão descobrir que são verdadeiros campeões climáticos do planeta, ou seja de forma lúdica despertar os heróis que tem dentro dos nossos pequenos nos bairros de Guaratiba, Santa cruz e Campo Grande área que já sofre os impactos das mudanças climáticas na cidade do Rio de janeiro.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Infantil, até 12 anos, Adolescente, a partir de 12 anos

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

Iremos levar de forma lúdica a difícil temática das mudanças climáticas paras as futuras gerações , queremos levar informação e formação sobre as mudanças climáticas e a problemática sócio ambiental , utilizando da educomunicação e abordagens dinâmicas envolvendo e incluindo a garotada na luta contra as mudanças climáticas e na implementação do ODS 13 da agenda 2030, tendo como foco no fortalecimento da educação ambiental nas escolas, comunidades e nas ações Glocais, pensando localmente e agindo globalmente, iniciando em fevereiro de 2022 pelas comunidades da zona oeste do Rio para as comunidades do Sudeste.

Daniel Mattos

Oceano Fantasma

Objetivo do projeto: Reciclar rede de pesca fantasma

Público alvo: Adultos, até 65 anos

Região: Nordeste.

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

Coletar rede de pesca fantasma do mar, reciclar, transforma em matéria prima e criar novos produtos.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Adultos, até 65 anos

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

Até o momento só existe o contato com o Instituto Argonautas de Ubatuba que topou fazer a coleta.

Marília Janaína Viana Barretto

Construção de uma Escola autossustentável

Objetivo do projeto: Construção de uma escola totalmente autossustentável criada com participação do município, comunidade e pessoas dispostas a mudar o mundo.

Público alvo: Crianças, adolescentes, comunidade, município e afins

Região: Nordeste

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

Mostrar que é possível conscientizar as pessoas para que as próximas gerações possam usufruir dos nossos recursos naturais e assim impactar de forma menor nosso planeta.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Infantil e adolescente

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

Com a construção da escola será preparado um planejamento de logística reversa deste resíduos sólidos, já que a escola utilizará esses componentes para sua construção, envolvendo toda a comunidade e seu entorno. O município doaria terreno para início do projeto, seria proposta uma parceria de empresas entre outras ações

LUCIA S. I. KAWAHARA

FORTALECIMENTO DA IDENTIDADE TERRITORIAL

Objetivo do projeto: Fortalecer identidade territorial pela valorização dos conhecimentos tradicionais para o enfrentamento da crise climática.

Público alvo: Comunidade São Gerônimo - Chapada dos Guimarães

Região: Centro-Oeste

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

Oficinas de valorização da cultura/conhecimento local para minimizar invasão de loteamento e moradores sem compromisso com o meio ambiente

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Adolescente, a partir de 12 anos, Adultos, até 65 anos

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

A chegada do asfalto ao distrito do Coxipó do Ouro na Chapada dos Guimarães tem levado empresas de loteamento para venda indiscriminada de terrenos e há necessidade de fortalecimento da comunidade local para não entregarem e não abandonarem o espaço de tradição comunitária. Muitas vezes, os moradores locais não possuem segurança, orgulho e noção do seu importante papel como guardião daquela terra residida transgeracionalmente. A proposta é realização de processos formativos de educação ambiental com oficinas de troca de saberes e fortalecimento da identidade, demonstrando iniciativas do mundo inteiro na perspectiva de resgate, recuperação da cultura, etc. (Ainda existe um sentimento de inferioridade de ser caipira, pobre, atrasado, etc). Frente à crise climática, são essas comunidades tradicionais que possuem conhecimentos, alternativas e formas sustentáveis de ser e viver, bem como necessidade de compreender o contexto das mudanças climáticas e alternativas atuais possíveis que a Educação Ambiental pode oferecer pelos processos formativos. Este projeto precisa ser executado presencialmente e desejo realizar essa ação como atividade da própria Superintendência de Educação Ambiental da Secretaria de Estado do Meio Ambiente.

Vera Lucia Saikovitch

Participar de uma ONG envolvida em conservação ambiental

Objetivo do projeto: Colaborar coletivamente na conservação do meio ambiente e ajudar a despertar o interesse por ele

Público alvo: Pessoas interessadas em melhorar o meio ambiente.

Região: Sudeste

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

Mostrar que você pode colaborar com o meio ambiente independentemente de sua idade, gênero ou formação.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Adultos, até 65 anos, Adultos, a partir de 65 anos

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

1) entrar em contato com organizações que se enquadram nessa área, porque desejo participar de projetos já existentes; mandei email para três delas na semana passada.2) dependerá de qual delas me aceitar e o tipo de atividade voluntaria a executar.

Carolina Gonçalves Mota

Minha água, minha vida

Objetivo do projeto: Levar conhecimento à população geral da importância da água e da gestão dela corretamente nas nossas vidas

Público alvo: Pessoa comum, com conhecimento básico sobre o tema.

Região: Sul

.

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

Mudar a consciência coletiva da importância da água nas nossas vidas e como deve ser dar o seu uso, gestão pela coletividade, em políticas públicas e setor privado.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Adultos, até 65 anos

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

Fazer 4 lives no instagram para falar da importância da água e sua gestão, quantidade de consumo, como se dá a gestão pública deste bem, impactos possíveis na a saúde pública, agricultura e indústria. Ação 1 - fazer sumário do que será falado; 2- escrever roteiro do que será falado; 3 - fazer cronograma dos dias; 4- verificar participantes ; 5- anunciar nas midias; 6 - realizar as lies

Flávia Silva Martinelli

LimpaBauru

Objetivo do projeto: Contribuir com a destinação correta de resíduos em Bauru/SP, diminuindo a quantidade de lixo na cidade. A meta final é reduzir casos de dengue, deixar a cidade mais bonita e agradável, e, por meio do ativismo e mão na massa, engajar mais pessoas na causa ambiental.

Público alvo: Crianças, Jovens e adultos.

Região: Sudeste

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

Por meio de uma plataforma coletiva, vamos identificar as áreas que mais necessitam transformação. Assim, coletivamente, vamos contribuir voluntariamente para a limpeza de vias e terrenos que a Prefeitura não atua, contribuindo para uma cidade mais agradável, limpa e com menos casos de dengue.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Infantil, até 12 anos, Adolescente, a partir de 12 anos, Adultos, até 65 anos, Adultos, a partir de 65 anos

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

A ideia é ter uma plataforma onde as pessoas possam apontar problemas de destinação incorreta de lixo, onde a Prefeitura não tem atendido a demanda. Principalmente casos onde há resíduos sólidos e recicláveis que possam ser destinados aos Ecopontos da cidade. Depois de acontecer uma denúncia nessa plataforma, voluntários e mutirões vão se reunir e se organizar para: 1) Pré-avaliar a situação: Verificar o local, conversar com quem fez a indicação e tirar fotos; 2) Retornar em forma de mutirão para limpar e separar os resíduos, convidando a comunidade; 3) Deixar no local placas e sinais que possam desencorajar as pessoas a voltarem a jogar lixo; 4) Levar de carro/carretinhas os resíduos recicláveis para o Ecoponto (inclusive, coisas grandes como móveis, sofás, etc - tudo isso é recebido pelo Ecoponto); 5) Depois da realização de 5 mutirões, fazer um mutirão conjunto para comemorar as ações e plantar árvores nativas em um local adequado, para compensar as emissões de carbono por causa do transporte dos resíduos.

Vera Lucia Saikovitch

TRABALHO VOLUNTARIO NA SOS MATA ATLANTICATA

Objetivo do projeto: Participar de e incentivar a conservação e recuperação da Mata Atlântica, particularmente na região sudeste do Brasil

Público alvo: Jovens e adultos que se preocupam com o desmatamento indiscriminado

Região: Sudeste

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

Garantir a cobertura vegetal nativa e permitir que a biodiversidade continue a existir nessas áreas

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Adolescente, a partir de 12 anos, Adultos, até 65 anos, Adultos, a partir de 65 anos

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

Solicitar informações sobre o voluntariado na instituição, porque desejo contribuir com trabalho, não doação, quando. Durante o mês de março de 2021. Após a resposta, se positiva, analisarei as alternativas e escolherei uma que se alinhe com minhas ideias. Após isso, espero começar a trabalhar.

TIAGO HENRIQUE DA SILVA

Matas & águas potencializando a regeneração climática

Objetivo do projeto: Sensibilizar os cidadãos sobre a importância das matas e córregos para um clima melhor

Público alvo: Cidadão Trespontanos

Região: Sudeste

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

O projeto visará sensibilizar os cidadãos de Três Pontas sobre a importâncias da preservação conservação da flora, fauna, e mineral no território.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

todas a gerações

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

Irá se agenda com especialistas apresentações de 60 min com 30 min de debate sobre temas como: corredores ecológicos, mananciais, Biodiversidade, Conservação do solo, programa de recuperação ambiental. qualidade dos recursos hídricos.

 TURMA 4 

Moema Salgado

Fé no Clima

Objetivo do projeto: Engajar lideranças religiosas e comunidades de fé no combate à crise climática.

Público alvo: Lideranças religiosas e comunidades de fé

Região: Nacional

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

Inspirar mudanças de comportamento e hábitos de consumo, a partir da convergência entre a ética da religião e a ética ambiental

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Adolescente, a partir de 12 anos, Adultos, até 65 anos

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

Identificar os subsídios a combustíveis fósseis no Por meio do diálogo entre cientistas e religiosos, a iniciativa Fé no Clima busca engajar lideranças religiosas para: (i) conscientização de comunidades de fé sobre a urgência da crise climática, promovendo objetivos de adaptação e resiliência e (ii) participação em espaços político-institucionais para fins de incidência.

Ricardo Aguiar

Esculturas de Plástico Reciclado

Objetivo do projeto: O objetivo do meu projeto é criar valor e transformar resíduos plásticos em obras de arte.

Público alvo: Quem se interessa por arte.

Região: Qualquer região.

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

Vai trazer valor para resíduos plásticos e toda cadeia que está em contato. Além disso vai dar visibilidade e publicidade ao tema.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Adolescente, a partir de 12 anos, Adultos, até 65 anos

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

 

A ideia é achar parcerias e juntos trabalhar para que lixo plástico reciclável seja reciclado, em todas as etapas da cadeia e trazer valor aos resíduos. Esse plástico será transformado em blocos coloridos, como grandes peças de Lego e montados, formando esculturas coloridas. Que serão transferidas para galerias de arte, para instituições e para a casa das pessoas de volta. Mas agora sem o perigo de retornarem ao meio ambiente porque agora serão obras de arte.

Marcelo Luiz Pereira

Plante e Repasse

Objetivo do projeto: Promover a conscientização dos danos calçados por um produto cotidiano e no processo incentivar novos atores para a mudança.

Público alvo: Comunidade local, e influenciados pela iniciativa.

Região: Sul

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

Ao doar mudas de Bucha Vegetal em vaso, conscientizar as pessoas através de diálogos e e por informações em redes sociais os danos causados por utensílios feitos de petróleo, a dificuldade de reciclar poliuretano. A iniciativa visa estimular a troca da esponja sintética para a bucha natural, nesse processo busca fomentar uma corrente de doação incentivando as pessoas a plantarem sua muda e após quando colher sua bucha, retirar a semente e repassar o vaso que recebeu com uma muda para uma nova pessoa. Diferente da esponja convencional a bucha vegetal deixa ao meio ambiente nutrientes, diferente de plásticos que deixam resíduos, afinal não é por que os plásticos são recicláveis que eles são reciclados.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Adolescente, a partir de 12 anos, Adultos, até 65 anos

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

Será plantado em vasos sementes de bucha vegetal como alternativa a esponja sintética, durante a doação ira haver um curto tempo onde é dialogado sobre os problemas que a esponja sintética causa ao meio ambiente e a saúde climática, onde a pessoa será convidada a curtir uma página, onde acompanhara mais informações e interagir através de hashtags. Ao ter a posse da muda a pessoa poderá plantar em solo ou criar em vaso, se plantar em solo a pessoa será sugestionada a retirar sementes da bucha em sua primeira colheita, plantar novamente no vaso e repassar. Se a pessoa optar por criar a trepadeira no vaso, á ideia é que ela possa doar algumas buchas com familiares e amigos.

Adriane Cristina de Oliveira

Resíduos na zona rural

Objetivo do projeto: Compartilhamento de informações e conscientização da população a respeito do tratamento adequado dos resíduos gerados na zona rural.

Público alvo: Moradores da zona rural

Região: Sudeste

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

Mutirão de limpeza e compartilhamento de informações e conscientização da população.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Infantil, até 12 anos, Adolescente, a partir de 12 anos, Adultos, até 65 anos, Adultos, a partir de 65 anos, todas as idades

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

Não há tratamento adequado dos resíduos gerados na zona rural. Os resíduos são enterrados ou queimados. A ideia é iniciar na área onde moram pessoas da minha família Preparação de um almoço para os participantes, parentes e vizinhos. Durante o almoço conversaremos sobre os problemas, riscos, benefícios do tratamento adequado. Depois realizaremos um mutirão de limpeza e envio para destinação.

Thaynara Furtado Constantinov Leal

Turismo consciente e a crise climática

Objetivo do projeto: Conscientizar pessoas de qualquer idade sobre a crise climática e a preservação de ecossistemas a partir de uma intervenção criativa em pontos turísticos, museus e outros.

Público alvo: Turistas e transeuntes em geral

Região: Lisboa/Portugal

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

Conscientizar turistas, pessoas de todas as faixas etárias sobre como aproveitar as cidades, locais que possuem ou não um ecossistema natural. Trazer a consciência sobre a preservação do lugar em que você visita e o quanto uma pequena ação de cuidado e valorização pode preservar aquele espaço, reduzindo os impactos nos quais causamos sem ter consciência ambiental/climática.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Qualquer público capaz de entender ou mesmo de ler ou ouvir a intervenção

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

A intervenção será feita com cartazes explicativos sobre a crise climática (em inglês) e um megafone falando sobre a causa em Português, em espaços abertos ou mesmo em museus e outros locais com movimento.

Beatriz da Cruz Oliveira

A beleza das iniciativas ecofriendlys

Objetivo do projeto: Incentivar iniciativas ecofriendlys de forma divertida e criativa. Mostrar a beleza das atitudes ecofriendlys. Desmitificar o "eco-chato".

Público alvo: Crianças e adolescentes de escolas públicas.

Região: Sudeste

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

Mostrar que é possível ajudar a combater as mudanças climáticas com pequenos e lindos gestos cotidianos.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Infantil, até 12 anos, Adolescente, a partir de 12 anos

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

O que vai faze, por que, quandor? Aulas não-convencionais e democráticas mostrando a beleza das atitudes ecofriendlys. Isso porque, quando falamos sobre atitudes ecológicas no nosso dia-a-dia, sempre vem acompanhado de preconceitos, aborrecimentos e coisas cansativas. Assim, o objetivo dessas aulas seria mostrar a beleza e atrativos dessas atitudes que ajudam tanto o planeta. Elas seriam feitas nas escolas que oferecessem um espaço durante o período letivo. Essas ações seriam realizadas através de aulas que tornem os alunos protagonistas. Uma forma é descobrir famosos, influencers, etc, que os alunos admirem e mostrar atitudes ecofriendlys dessas pessoas que podem ser adotadas pelos alunos no cotidiano. Outro exemplo, é mostrar a beleza das páginas no instagram de pessoas que levam uma vida ecofriendlys e incentivarem os alunos a reproduzirem essas fotos no seu cotidiano adotando aquelas atitudes também.

Larisse Faroni-Perez

3CS: Cultivar, colher e comer: sustentabilidade e saúde solidária

Objetivo do projeto: Reaproveitar o resíduo orgânico urbano para promover a ciclagem de nutrientes por meio da compostagem e hortas comunitárias fomentando alimentação orgânica e solidária.

Público alvo: Diretamente, sociedade em geral. Indiretamente, escolas, prefeitura, feirantes, dentre outros atores.

Região: Sudeste

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

Reduzir o volume de resíduos destinado aos lixões e aterros, e consequentemente o custo econômico da atividade, diminuir impactos ambientais e climáticos e fomentar a saúde e bem-estar por meio da interação social solidária, do trabalho em rede e alimentação de qualidade e mais natural com menos agrotóxicos e processos industriais.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Não há restrição.

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

O Microprojeto tem 6 ações principais: Campanha de conscientização para coleta de resíduos orgânicos; Engajamento da comunidade (bairro, escolas, prefeitura, feirantes e etc); Compostagem de resíduos orgânicos; Criação e manutenção de hortas urbanas comunitárias; Criação de feiras comunitárias e moeda alimentar social; Monitoramento e acompanhamento das atividades e impactos ambientais e sociais; O microprojeto fará a ciclagem de nutrientes para alimentar pessoas e reduzir impactos climáticos e ambientais. É uma ação necessária porque pode contribuir localmente para uma conjuntura socialmente justa, ambientalmente correta, e economicamente viável.

Timóteo Carriker

Porque Deus amou a criação...

Objetivo do projeto: Conscientizar a igreja à importância do engajamento na justiça climática

Público alvo: Igrejas em geral e suas lideranças

Região: Todo Brasil

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

Engajar pessoas na advocacia pública e na execução de projetos

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Adultos, até 65 anos

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

Vou escrever um livro de 200-250 páginas com dicas pedagógicos por capítulo.

Avanne Costa Dominici

Sala Verde

Objetivo do projeto: Criar espaços naturais na escola que promovam conhecimento e consciência sobre as mudanças climáticas.

Público alvo: Estudantes da educação básica

Região: Nordeste

.

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

Vai reconectar estudantes com a natureza desenvolvendo sentimento de pertencimento e protagonismo.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Infantil, até 12 anos, Adolescente, a partir de 12 anos

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

1. Criar espaços naturais na área da escola. 2. Deixar o estudante em contato com a natureza. 3. Desenvolver metodologias de sensibilização, conexão, conhecimento, cooperação e conscientização. 4. Utilizar recursos lúdicos e artísticos para acolhimento da turma. Trabalhar dessa forma leva o aluno a apreciar a beleza da temática e a compreender a necessidade de participação.

Marina Ricciardi Gomes da Silva

Regularização e Educação Ambiental para pequenos agricultores de Piracicaba através da Restauração Florestal

Objetivo do projeto: Gerar conscientização sobre a importância da preservação ambiental, por meio de intervenções de educação ambiental e consequentemente colaborar nos processos de regularização ambiental da propriedade conforme a legislação exige, através da restauração florestal.

Público alvo: Pequenos agricultores e suas famílias

Região: Sudeste

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

Gerar reflexões acerca dos temas de meio ambiente e clima para pessoas de diferentes idades (desde as crianças da família até seus pais e avós), entrar nas conformidades legais segundo o Código Florestal de 2012

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Infantil, até 12 anos, Adolescente, a partir de 12 anos, Adultos, até 65 anos, Adultos, a partir de 65 anos

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

O projeto contaria com momentos de intervenções educativas, tratando tanto das técnicas de restauração florestal (para que posteriormente os produtores possam levar isso de forma autônoma) e como das questões ambientais no geral, principalmente no que se refere aos impactos positivos que o plantio de árvores pode gerar para o mundo. Posteriormente, seria feita uma análise da propriedade rural, a fim de levantar as áreas de passivos ambientais, que também são as áreas potenciais para o reflorestamento. Esse serviço funcionaria como uma consultoria técnica para o pequeno proprietário, pensando que provavelmente ele não teria condições de contratar um serviço como esse. Dessa forma, o produtor teria sua propriedade nos conformes legais e também estaria entendendo os motivos pelo qual é importante preservar os ecossistemas florestais e reflorestar os que estão degradados. As ações educativas poderiam ser realizadas remotamente, em espaços proporcionados pelas escolas de Piracicaba e a parte de consultoria seria idealmente realizada de forma presencial, mas é possível pensar maneiras para que possa ser adaptada.

André Tomé Coelho Lourenço

Território Lixo Zero

Objetivo do projeto: Conscientizar, engajar a comunidade e transformar o território em um ambiente limpo, saudável, com oportunidade de trabalho e renda.

Público alvo: Grupos, Organizações, Condomínios, Comunidades, Bairros, Cidades, Regiões Metropolitanas

Região: Sudeste

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

Conscientizar, engajar, empoderar a sociedade (Ongs, Coletivos, Universidades, Associações, Poder Público, Empresas, Cooperativas) para juntos criar um novo acordo social que inclua a separação mínima nas 3 frações, a compostagem dos orgânicos, hortas urbanas, incentivos fiscais e estruturais para a reciclagem, para além do avanço da logística reversa, tudo sendo medido e monitorado de forma transparente por meio de indicadores de desempenho.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Infantil, até 12 anos, Adolescente, a partir de 12 anos, Adultos, até 65 anos, Adultos, a partir de 65 anos

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

Seguimos uma metodologia testada e aprovada para a implantação de territórios lixo zero. O lixo zero é um programa de qualidade total, baseado na melhoria contínua, onde o indicador de performance é o quanto conseguimos gerar de economia circular, emprego, renda, diminuir custos e desperdício de recursos em aterros ou lixões. Etapas: 1) Apresentação do conceito, projeto, conscientização, engajamento e empoderamento da sociedade; 2) Realizar um diagnóstico (ambiental, econômico, gravimetria dos resíduos, e também pode incluir o social, cultural, histórico e político dependendo da comunidade); 3) Identificar, definir Indicadores de Desempenho e divulgá-los de forma transparente para que todos possam acompanhar a evolução e resultados alcançados; 4) Definir um novo acordo social relativo aos resíduos, incluindo educação/conscientização, comunicação, compostagem, hortas urbanas, logística, reciclagem, legislação, incentivos fiscais. 5) Estabelecer uma meta por meio de Lei: Ex. A cidade atingir o lixo zero até 2030, pra isso o Poder Público até 2024, grandes geradores até 2026 etc. 6) Implantar ações de melhoria contínua buscando maior eficiência, considerando particularidades (área rural e urbana, grande e pequeno gerador, comercial e residencial), coleta por tipo de material etc.

 TURMA 5 

Gabriela Ribeiro

Instagram visando a educação ambiental

Objetivo do projeto: Aumentar a consciência e conhecimento na área da educação ambiental.

Público alvo: Seguidores do meu instagram

Região: Seguidores do instagram, abrange um meio virtual

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

As pessoas estarão mais conscientes e buscarão mudanças para a vida dela

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Adolescente, a partir de 12 anos, Adultos, até 65 anos

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

Irei publicar diferentes vídeos relacionados aos três tópicos e mostrarei soluções para a problemática inserida em cada vídeo postado. Eu acredito que é importante mostrar o COMO mudar e não só levar a consciência do problema.

Luisa Tondo Vendruscolo

mapeamento das empresas brasileiras com biomateriais sustentáveis

Objetivo do projeto: Fomentar a discussão das iniciativas brasileiras

Público alvo: Empreendedores no setor de biomateriais

Região: Sudeste

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

Facilitar a ponte entre a solução e a aplicação

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Adultos, até 65 anos, Adultos, a partir de 65 anos

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

 

Porque você vai realizar esse microprojeto: Para indicar as empresas e startups brasileiras que oferecem novos biomateriais e o ecossistemas e como está a tecnologia.

Ellen Bruna Mafra Pereira

Minuto pelo clima

Objetivo do projeto: Apresentar e explicar sobre temas e notícias relacionadas às mudanças climáticas em um minuto através de vídeos nas redes sociais

Público alvo: Pessoas, de qualquer idade, que usem redes sociais

Região: Norte

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

Levar informações de maneira simplificada e rápida para usuários de redes sociais, contribuir para a reflexão a respeito das mudanças climáticas, como elas nos afetam e o que pode ser feito a respeito

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Adolescente, a partir de 12 anos, Adultos, até 65 anos

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

Gravar vídeos sobre temas e notícias relacionadas às mudanças climáticas e/ou suas consequências, simplificando-as e resumindo em um minuto, pois hoje muitas pessoas, de todas as idades, usam redes sociais e estas podem ser usadas como ferramentas para informar e causar reflexão. Para isso será necessário escolher o tema, roteirizar, gravar e editar o vídeo para publica-lo nas reddes sociais (Facebook, Instagram, Tiktok, etc), aproveitando para divulgar fontes confiáveis de informações sobre o tema. A frequência de postagem dos vídeos pode variar conforme a necessidade, datas comemorativas, notícias urgentes, entre outros.

Raquel Gonçalves Arouca

Transformação de áreas públicas ociosas/abandonadas presentes em territórios periféricos de Campinas/SP em espaços produtivos comunitários

Objetivo do projeto: Criação de espaços produtivos comunitários em territórios periféricos da cidade de Campinas/SP.

Público alvo: Moradores de comunidades periféricas da cidade de Campinas/SP

Região: Sudeste

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

Por meio da criação de espaços produtivos comunitários, meu projeto pretende resgatar nas comunidades periféricas o cultivo de alimentos sem uso de defensivos, o cuidado e contato com a terra e, a partir destas práticas, gerar a reflexão sobre a soberania alimentar (o que produzir, para quem produzir e em que condições produzir) e sustentabilidade. A proposta é que o projeto seja construído de uma forma que ele seja replicável em outras cidades.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Infantil, até 12 anos, Adolescente, a partir de 12 anos, Adultos, até 65 anos, Adultos, a partir de 65 anos

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

Meu projeto pretende envolver territórios periféricos de Campinas/SP na transformação de espaços públicos ociosos e/ou abandonados em espaços produtivos de caráter comunitário. O projeto pretende envolver os moradores destes territórios desde seu planejamento: localização do espaço, levantamento de insumos, preparação do solo, plantio, manutenção e colheita. A comunidade terá capacitação e auxílio técnico voluntário durante todo o processo. Além das ações práticas, o projeto também promoverá rodas de conversas sobre soberania alimentar, sustentabilidade e outros assuntos pertinentes ao projeto. A previsão de início do projeto é a estação de outono ou primavera.

Julia Ribeiro Ferraz

Debate sobre hábitos sustentáveis!

Objetivo do projeto: O objetivo desse projeto é iniciar um debate sobre os hábitos sustentáveis e não sustentáveis que temos. Entender melhor quais são esses hábitos, como eles afetam o meio ambiente e como poderíamos substituí-los.

Público alvo: Primeiramente na minha casa, depois para meus familiares mais próximos e depois para amigos.

Região: Centro-Oeste

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

Criaria uma consciência e conhecimento melhor sobre os impactos de pequenas ações na rotina, e como elas podem ajudar o meio ambiente.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Infantil, até 12 anos, Adolescente, a partir de 12 anos, Adultos, até 65 anos, Adultos, a partir de 65 anos

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

Irei começar com debates/discussões. Então, para começar com os hábitos mais sustentáveis no dia a dia, temos que entender melhor quais são esses hábitos, como eles afetam o meio ambiente e como poderíamos substituir por coisas viáveis e acessíveis. Quando digo acessível e viável, quer dizer que essas mudanças vão ser financeiramente possíveis, e que caibam na rotina da casa. Listaríamos coisas que poderíamos mudar ou excluir totalmente da nossa rotina. E depois começar a aplicaríamos essas mudanças. Ex: quando for ao mercado não utilizar sacolas plásticas, utilizar menos o carro, evitar embalagens que não são de plástico, e quando receber essas embalagens usá-las para outras coisas.

Gabriela Gomes Carvalho da Silva

Clima e agropecuária

Objetivo do projeto: Incentivar alunos de instituições de ensino a produzir projetos para reverter ou amenizar as ações e efeitos climáticos na agricultura e agropecuária

Público alvo: Estudantes

Região: Norte

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

Idealizar projeto como (irrigação sustentável realizando o reuso de água). Desse modo, diminuirá o impacto da agricultura e da agropecuária como uns dos maiores causadores dos efeitos climáticos.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Adolescente, a partir de 12 anos.

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

Realizar nas instituições de ensino palestras educativas e inovadoras em relação aos efeitos climáticos, e incentivar a criação de novos projetos para a região. Para transformar a questão problema na comunidade, e propagar a importância da iniciação científica para os alunos. No início de 2022. Com o auxílio de gestores públicos do município, e diretores de instituições de ensino, pretendo realizar essas palestras, e auxiliar os alunos a gerirem seus projetos.

 

Mariana Wandarti Clemente

Mudança de hábitos para transformações sociais

Objetivo do projeto: Inspirar reflexões individuais sobre seus hábitos e o que poderia ser modificado para ajudar a mitigar a crise climática.

Público alvo: Cidadãos e cidadãs de Três Lagoas

Região: Centro-Oeste

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

Compartilhar ações individuais que podem ser adotadas no dia a dia para reduzir impactos ambientais.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Adolescente, a partir de 12 anos, Adultos, até 65 anos, Adultos, a partir de 65 anos

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

Gravar vídeos curtos/produzir posts reflexivos em minhas mídias sociais sobre como mudei minhas perspectivas em relação as minhas ações individuais para proteção do meio ambiente. Pode se desdobrar em materiais de comunicação para o condomínio em que moro e escolas em Três Lagoas. Minha intenção é também compartilhar referências de materiais sobre o que está sendo tratado e mostrar, na prática, as ações que aderi e que podemos ter no nosso dia a dia, de uma forma a inspirar transformações. Colocaria essa ideia no mundo porque acredito, muito, no potencial individual de transformação que gera uma consequência em rede, e no poder de inspirar pessoas através do nosso próprio exemplo. Também, poderia se desdobrar em espaços para discussões virtuais. Pretendo fazer com que o compartilhamento de minhas ações tragam os desafios e oportunidades reais de se adotar hábitos mais sustentáveis, mostrando também aquilo que ainda não consegui encontrar soluções, o que pode criar vínculos com as pessoas e ainda mais troca de experiências e conhecimento.

Aline Schneiders Martins Dalpian

Mudanças Climática o que eu e você temos haver com isso?

Objetivo do projeto: Desenvolver uma comunicação de impacto, inicialmente com os meus amigos do instagram, com objetivo de promover a reflexão se suas práticas de consumo podem ser mais sustentáveis, com a possibilidade de contribuir com a redução nas mudanças climaticas.

Público alvo: Inicialmente, meus amigos os instagram e os amigos do meus amigos.

Região: Sudeste

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

A possibilidade de reflexão dos meus contato e dos amigos dos meus contatos, sobre suas práticas serem sustentáveis ou não, e a possibilidade de mudança de atitudes.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Adolescente, a partir de 12 anos

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

Já iniciei em 12/03/2021 * Lancei com a gravação de um stories no meu instagram, perguntando as práticas sustentáveis do meus amigos. Como houve muitos relatos, dividi os temas a serem trabalhados mensalmente. * A cada relato, será selecionado um tema que sempre será conectado com dados, pesquisas que influenciam nas mudanças climáticas. * Por exemplo. Nessa semana realizamos uma live apresentando uma oficina de como produzir em casa sabão e condicionar em barra com produtos naturais e durante a oficina, contextualizamos sobre a possibilidade de redução de plástico por não consumir a embalagem líquida, contaminação das águas, possibilidade de economia financeira, além do autocuidado com a saúde por fazer uso de um produto natural. * A cada depoimento e tema serão desenvolvidos maneiras de trazer para a realidade das pessoas e com o objetivo de refletirem sobre seu impacto nas mudanças climáticas.

Patricia Miranda Menezes

Educação para a sustentabilidade na Zona Costeira Paraense

Objetivo do projeto: Desenvolvimento de Capacidades para o fortalecimento da Gestão Ambiental Municipal na Zona Costeira Paraense

Público alvo: Gestores públicos, pescadores artesanais, marisqueiros, lideranças comunitárias e demais interessados no tema

Região: Norte

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

Conscientizar a população costeira sobre a importância do oceano para o clima

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Infantil, até 12 anos, Adolescente, a partir de 12 anos, Adultos, até 65 anos, Adultos, a partir de 65 anos

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

O projeto visa democratizar a cultura oceânica destacando sua relação com a Agenda 2030 e demais protocolos vinculados a ela (como: Acordo de Paris, Nova Agenda Urbana, Marco de Sendai); divulgar a Década do Oceano e a Década da Restauração dos Ecossistemas; qualificar a elaboração, monitoramento e avalição de políticas públicas e legislações adequadas que assegurem melhor gestão ambiental municipal nos 47 municípios costeiros do Pará. O Pará tem a maior faixa contínua de mangue do mundo e o mangue possui um papel essencial na questão climática pois estoca 70 vezes mais carbono que a floresta. Além disso, contribui para a conservação do ecossistema marinho o que é essencial já que o oceano é o maior regulador do clima. Para isso serão realizadas capacitações abordando o mesmo conteúdo, mas com linguagem adequada a cada público: gestão pública; crianças; sociedade civil, etc.

Andre Mafra Calderan

(Re)União com a Natureza

Objetivo do projeto: Realizar encontros, micro-eventos, em locais públicos e próximos à natureza com atividades planejadas de educação ambiental para crianças, jovens e adultos e promoção do consumo consciente.

Público alvo: Crianças, jovens e adultos

Região: Sudeste

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

Reconectar as pessoas com a natureza.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Infantil, até 12 anos, Adolescente, a partir de 12 anos, Adultos, até 65 anos, Adultos, a partir de 65 anos

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

Realizar encontros, micro-eventos, em locais públicos e próximos à natureza com atividades planejadas de educação ambiental para crianças, jovens e adultos e promoção do consumo consciente.

Grayton Toledo

Implantação da coleta seletiva no município de Macapá-AP

Objetivo do projeto: Sensibilizar a equipe da Prefeitura de Macapá a implantar a coleta seletiva no cidade.

Público alvo: Prefeitura e munícipes de Macapá

Região: Norte

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

Sensibilizar a Prefeitura de Macapá a implantar a coleta seletiva de resíduos sólidos e a população em separar seus resíduos para viabilizar a coleta seletiva, com o objetivo de reduzir a quantidade resíduos sólidos destinados ao aterro municipal, aumentando assim sua vida útil e a produzir composto orgânico com os resíduos orgânicos residenciais.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Infantil, até 12 anos, Adolescente, a partir de 12 anos, Adultos, até 65 anos, Adultos, a partir de 65 anos

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

Como apresentado, o microprojeto envolve três grandes metas: 1) sensibilizar a Prefeitura de Macapá a implantar a coleta seletiva de resíduos sólidos; 2) Sensibilizar a população de Macapá em separar seus resíduos sólidos, para viabilizar a coleta seletiva e 3) Usar os resíduos orgânicos separados para a produção de composto orgânico e fertilizando líquido natural para plantas. Essas metas pretendem alcançar o objetivo maior de reduzir a quantidade resíduos sólidos destinados ao aterro municipal, aumentando assim sua vida útil.

Thalison Bruno Campos Correa

EducAmbi - Promovendo Educação Ambiental

Objetivo do projeto: Criação de um perfil no instagram para promover informação e conhecimento a respeito da educação ambiental e meio ambiente, englobando as mais diversas temáticas ambientais.

Público alvo: Público em geral

Região: Não regional - Amplo alcance

.

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

Compartilhas diversas informações, curiosidades e conhecimento com o objetivo de educar ambientalmente as pessoas.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Todas as idades

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

Será criado um perfil no instagram, uma das plataformas de rede social mais utilizadas no mundo. A partir disso, serão elaborados posts diários com temáticas ambientais. Será utilizada uma linguagem de fácil entendimento para atingir os mais diversos públicos.

José Salatiel Rodrigues Pires

Alaguilha – Florianópolis do Futuro – Vamos arriscar?

Objetivo do projeto: Esclarecer a população sobre os riscos que corremos no futuro de ocupar áreas que serão alagadas, por meio de alunos do ensino fundamental e médio.

Público alvo: Alunos, Pais de alunos

Região: Município de Florianópolis

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

Vai tornar as pessoas mais conscientes dos problemas ambientais derivados das mudanças climáticas e participar ativamente de mudanças em políticas públicas de controle do uso da terra.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Infantil, até 12 anos, Adolescente, a partir de 12 anos

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

A ideia é montar maquetes da ilha de Santa Catarina, tipo bloco-diagrama, em escala de centímetros e levar a salas de aulas do ensino fundamental e médio. Os professores de várias áreas de conhecimento irão utilizar a maquete para suas aulas de Geografia, Biologia, Artes, etc. para discutir as questões que envolvem as mudanças de usos da terra e as mudanças climáticas, incluindo aumento do nível do mar. Os alunos colocarão bandeirinhas nas suas habitações e nas habitações de parentes mais próximos (tios, avós, irmãos). A maquete terá níveis de altitude (centímetros representando metros) e ficará exposta dentro de um aquário vazio. Os professores irão colocar água, representado o aumento do nível do mar (conforme cenários do IPCC para a região costeira) e mostrando os bairros que irão sendo afetados por este aumento nos períodos de marés altas e grandes chuvas (enxurradas), problematizando a situação, e mostrando a idade dos alunos quando cada nível acontecer, se nada for feito. Obviamente que algumas bandeirinhas ficarão submersas, mostrando que a infra-estrutura da ilha será afetada pelos impactos das mudanças climáticas, incluindo as casas de pessoas conhecidas. Isso deve sensibilizar os alunos para que discutam seriamente as causas e soluções para o problema. Os alunos levarão estas questões para casa e perguntarão aos pais se eles sabem as projeções do aumento do nível do mar, e que ações de prevenção devem ser iniciadas para que as gerações futuras não sejam tão afetadas. A mobilização da sociedade para entender o problema (aumentar a percepção) é o primeiro passo para as necessárias pressões sobre o setor público para a tomada de decisões corretas para corrigir distorções nos planos diretores que não levam em consideração os efeitos das mudanças climáticas e preparar as cidades para seu enfrentamento.

Carlos de Araújo Farrapeira Neto

Pegadas de hoje, crianças e adolescente das cidades do amanhã

Objetivo do projeto: Consolidar o ensino da educação ambiental e das pegadas ecológica (carbono) para crianças e adolescentes de escolas e colégios, em prol de melhores cenários urbanos no futuro.

Público alvo: Crianças e adolescentes

Região: Nordeste

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

Dará importância ao refletir sobre a pegada ecológica (carbono) que cada um deixa em seu local, para mudar hábitos e culturas. Isso possibilitará projetar contextos urbanos com melhor qualidade de vida no futuro.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Infantil, até 12 anos, Adolescente, a partir de 12 ano.

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

Entrar em contato com responsáveis de escola e colégios porque são a base para o renascer cultural de futuros cidadãos urbanos. Ocorrerá ainda este ano, a depender da abertura de diretores, coordenadores e professores para interação virtual com os alunos. Primeiramente seriam feitas apresentações on-line e com coleta de dados via Google Forms. Isso daria meios para projetar ações remotas e presenciais pós-pandemia.

Melissa Toledo Melo Henriques

Espaço Borogodó - onde o clima é bom.

Objetivo do projeto: Construir um ambiente propício para troca e difusão de conhecimento, valorizando os saberes locais.

Público alvo: Mulheres de todas as idades.

Região: Sul

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

Incentivar a proatividade e o ativismo através de práticas do cotidiano.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Infantil, até 12 anos, Adolescente, a partir de 12 anos, Adultos, até 65 anos, Adultos, a partir de 65 anos

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

Pretendo promover encontros (inicialmente Virtuais) mas, posteriormente presenciais. Quero convidar mulheres para um café e cada uma delas vai trazer sua experiência para compartilhar. Acredito que muitos assuntos de interesse devem surgir e, a partir disso, se iniciará um ciclo virtuoso de trocas, aprendizados e crescimento mútuo. O fortalecimento desse grupo poderá iniciar outro processo: criação de espaços para aulas, oficinas, workshops, fortalecendo a economia local e circular. O valor dessa proposta está intimamente ligado ao resgate da autoestima e aos saberes tradicionais, ao mesmo tempo que aproxima a tecnologia e a inovação. Os encontros inicialmente serão mais intimistas, com poucas pessoas, pra dar mais espaço e liberdade de expressão (tímidos entenderão). À medida em que a metodologia for validada e houver mais segurança na fala, grupos maiores poderão ser formados. São esperadas parcerias para consolidar a proposta. Os encontros devem ocorrer a cada 15 dias e o que se espera é que tenha muito borogodó!

Matheus Nunes Gonçalves

Juntos pelo planeta

Objetivo do projeto: Ensinar a sociedade a ser mais plural e engajada com a crise ambiental e climática com a ajuda do grupo de jovens ativistas.

Público alvo: De jovens até a idade avançada

Região: Nordeste

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

Fazer a união de pessoas para a realização de uma só causa.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Adolescente, a partir de 12 anos

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

Vou apresentá-lo na câmara municipal para que partes desmembradas sejam formadas leis que abrangem todo o objetivo geral.

 

 TURMA 6

Lilian Aragão Silva

Heróis do ambiente

Objetivo do projeto: Atingir o máximo de pessoas, e conscientizar as mesmas sobre o meio ambiente

Público alvo: Todas as idades

Região: Sudeste

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

Com que tenham um impacto nas pessoas, transmitir informações.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Todas as idades

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

É um projeto, de em alguma lugar com muito movimentos de pessoas (pensei em um parque como ibirapuera) que a gente faça um espaço com dinamicas, na qual teria os impactos e o que fazer para deminuir eles, e como eles ocorrem. Sendo assim, uma forma divertida na qual muitas pessoas teriam interesse e passariam as informações as demais pessoas e ainda conscientizavam as mesmas. Mas com a pandemia, esse projeto pode se adaptar a jogos remotos, com que tenha o mesmo incentivo. O porque desse projeto, é que atualmente se fala muito pouco do meio ambiente, e muitas vezes as pessoas não tem o interesse de ir atrás, ou não faz ideia de 1 só já faz uma grande mudança.

João Raphael Gomes da Silva Oliveira

O poder do sol - Multiplicar para realizar

Objetivo do projeto: Multiplicar a importância da energia solar nas escolas públicas e pressionar o poder público para a implantação de escolas solares

Público alvo: Estudantes

Região: Brasil

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

Demonstrar que a energia solar é democrática e abundante. E vamos começar fazendo isso nas escolas, para que os alunos multipliquem o assunto nas suas casas, se interessem pela ciência e tecnologia e gere uma onda de estímulo social que impacte na politica pública.

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Todas as idades.

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?

 

O que: Multiplicar a importância da energia solar nas escolas // por que: o acesso a energia afeta diretamente a educação. Multiplicando o conhecimento podemos questionar os nossos lideres e estimular o debate na política pública. Crianças e jovens conscientes se tornarão eleitores conscientes. A emergência climática na geração de energia já é uma realidade e certamente impactara muitas pessoas nas próximas décadas se nada for feito. Um escola com energia solar pode investir a economia na conta de luz em outros benefícios para os alunos e a escola. Quando: Imediato. Como: Reunindo jovens que estudam ou querem aprender sobre a temática e levando eles para as escolas de maneira voluntária.

Roseli Nogueira Machado

Conecta Resíduo

Objetivo do projeto: Levar educação e conscientização a partir do olhar da ressignificação do resíduo , sendo este um importante mecanismo de desenvolvimento sustentável , social e econômico

Público alvo: Populações mais vulneráveis

Região: Nordeste

O que seu projeto/ideia vai fazer para transformar o mundo ao seu redor de forma positiva? 

Aumentar os índices de reciclagem e transformação dos resíduos. Melhorar a qualidade de vida das pessoas e a renda dos catadores e cooperados

Faixa etária da qual o microprojeto se enquadra:

Adolescente, a partir de 12 anos

Descrição do microprojeto - O que vai fazer, por que, quando? Explique de que forma as suas ações serão realizadas?